Agora já temos toda a direita em surto: MBL anuncia manifestação para 26/3. É tiro no pé.

35
118

Os leitores sabem que sempre fui um admirador do trabalho do MBL. Como não poderia deixar de ser, eu tinha algumas discordâncias com alguns posicionamentos – até porque se eu concordar 100% com algum projeto, é para se desconfiar -, mas, em se tratando do delírio que geralmente acomete a direita brasileira, eles sempre ficaram um passo à frente, com ótima linguagem, pragmatismo e, acima de tudo, um projeto político coerente.

Esse trabalho de qualidade fica ainda mais evidente diante do surto de grande parte da direita brasileira, que transita entre o negacionismo e o paternalismo (isso quando esses atributos não são misturados, chegando a dar náuseas). No geral, a direita brasileira se resume a dar tiros para todos os lados, quase sempre atingindo seus aliados, em vez de atingir de fato seus adversários. A conquista do impeachment surgiu em um momento de rara lucidez, com liderança decisiva do MBL. (Claro que há boas cabeças fora do MBL, mas aqui falo de exceções, e não da regra)

Por esses motivos, é inexplicável descobrir, nesta segunda-feira, que o MBL decidiu ir para as ruas em 26/3. A pauta é a seguinte:

  1. Fim do Estatuto do Desarmamento
  2. Fim do Foro Privilegiado
  3. Bom andamento da Operação Lava Jato
  4. Contra o fim da Polícia Militar
  5. Reforma Trabalhista
  6. Reforma Previdenciária
  7. Fim das mamatas dos políticos e do judiciário

Claro que os itens (1), (2), (4), (5) e (6) são ótimos, e eu os aprovaria sem titubear. Contem com meu apoio nisso, mas não possuem “pinta” de itens para as tradicionais megamanifestações marcadas com antecedência. Ao contrário, esses pontos devem ser tratados em atos pontuais, localizados e focados.

Falando o português claro: megamanifestações – marcadas com antecedência – são feitas para derrubar governos. Não é o caso, obviamente.

E quanto ao item (3) da lista? Que raio de demanda é essa que pede “bom andamento da Operação Lava Jato”? Quer dizer que a Lava Jato não está andando bem? Quais os problemas com a Lava Jato? A meu ver, o único problema com a Lava Jato é que o Lula ainda não foi para a cadeia. Por que não colocaram na pauta lutar para botar o Lula na cadeia junto com Cabral, Eike, Odebrecht e Cunha?

Em relação à demanda pedindo “fim das mamatas dos políticos e do judiciário” (o item 7 da lista), é outra requisição vaga e pouco específica. Quais mamatas? O que exatamente está sendo pedido? Há algum projeto de lei nesse sentido? Na boa, isso parece ter sido adicionado de sopetão.

Sendo franco, essa lista dá a impressão de que o MBL se deixou pautar, ao menos em parte, por uma direita que tem de tudo na cabeça, menos um projeto político coerente. Podemos apostar que o movimento parece te se deixado impressionar pelos diversos MAV’s que entram na página dizendo: “Ei, por que vocês não saem às ruas agora, depois que a Dilma caiu?”. Eis o típico jogo de manipulação da culpa, que os petistas sabem jogar muito bem.

Em uma análise recente de Stephen Kanitz, podemos visualizar 50 razões pelas quais o governo Temer é bom para os adeptos da direita ou do liberalismo, e péssimo para a extrema-esquerda. Decerto existem contradições e percalços, mas nem de longe se comparam ao que o PT fez contra os brasileiros.  Entre 2003 e 2016, no governo federal, o PT foi um partido inimigo de todos nós, de direita, e lutava para nos transformar em uma Venezuela. O PMDB nem de longe ambiciona isso. Jogar sobre o governo de Temer a mesma exigência que se lança sobre o PT é absurdo.

O maior risco desta manifestação de 26/3 é que ela cause desgaste para o governo atual. O detalhe é que a política não acomoda o vazio: se alguém se desgasta, outro capitaliza a seu favor. E nenhum outro grupo está mais interessado em ganhar capital político do que a extrema-esquerda. É a extrema-esquerda – representada por Ciro Gomes, Marina Silva e Lula, pensando em 2018 – que deseja mais do que tudo que a sociedade acredite que o governo atual é “tão corrupto quanto o anterior” ou “é a mesma coisa que o anterior”, em seus crimes ou ao menos imoralidades.

A manifestação de 26/3 tende a funcionar nesse sentido. O povo não vai olhar para os itens interessantes da pauta – como revogação do estatuto do desarmamento e a luta pela reforma da previdência -, mas sim captará a sensação de que há uma multidão indo as ruas contra “o atual estado de coisas”. Quem vocês acham que vai morrer de rir com esse clima a não ser Lula, Marina e Ciro?

A pergunta que fica é: que resposta dará a direita que quer ir às ruas em 26/3 quando lá pelos idos de abril forem coletados os resultados de pesquisas mostrando que só a extrema-esquerda capitalizou com as manifestações? Espero estar errado quanto a esses resultados, mas, como já avisei no passado, tudo aponta para isso. Vida que segue.

Anúncios

35 COMMENTS

  1. O professor Marco Antonio Villa fez crítica a esse conjunto de pautas agora a pouco na Jovem Pan. No caso, ele concorda com os itens 3 e 7, mas entende que eles devem ser o foco. As outras pautas não estão claras. Por ex., qual a reforma da previdência q vai ser defendida? Essa do governo – que é muito ruim? Acho q pouca gente vai na manifestação para apoiar essa reforma.
    Acredito q a ideia de ter uma manifestação no mês de março é aproveitar o momento ruim e de crise que as pessoas estão vivendo – março é o mês em que as pessoas mais sentem dificuldade devido aos gastos do início de ano – para levar mais gente as ruas. Soma-se a isso a indignação com a classe política, algumas medidas impopulares de Temer (que pode indicar alguém contra a Lava Jato para o ministério da justiça), a eleição das velhas raposas para a presidência da câmara e senado.

    Acredito q o MBL deve aguardar a indicação do novo ministro para definir se participa ou não dessa manifestação. Talvez o anúncio sirva mais como forma de pressão, o q entendo ser válido.

  2. Fim da Polícia Militar?
    Como o fim da polícia militar pode ajudar o brasil?
    Unificação das polícias militar e civil nunca acontecerá nesse país.
    A política impera fortemente nessas instituições.
    Ou vcs acham que os coronéis da vida vão perder sua boca livre?
    E viu o que aconteceu no ES, isso acontece pela ideia de divisão que é “os praças” (soldados, cabos e sargentos) e os oficiais.
    E claro, ja viu o salário de um policial militar?
    É esse cara que ta disposto a combater o crime, a proteger a sociedade, a levar um tiro por um desconhecido.
    Bons e maus profissionais existem em todas as instituições.
    Os maus, quandos desvalorizados tendem a piorar.

  3. Luciano, não concordo com seu texto. Se a manifestação for um sucesso e superar as de esquerda, o governo terá respaldo para fazer avançar as reformas trabalhista e previdenciária. Acho que a jogada é essa, mostrar que a maioria quer que estas duas pautas específicas avancem. Quanto aos outros itens, acredito que 1 e 2 são só para atrair gente e os 3, 4 e 7 são só para marcar o caráter direitista da manifestação. Pensando desta forma, não deixam de ser boa estratégia.

    • Mas para que as manifestações fiquem marcadas com sendo “pela reforma trabalhista e previdenciária” será preciso TROCAR a nossa mídia. Acho que no momento está fácil para que a mídia “empacote” a manifestação como sendo um reconhecimento de que “são golpistas mesmo”. A ver.

      • O pior cenário é a manifestação fracassar, aí sim a esquerda vai capitalizar. O melhor que podemos fazer agora é apoiar para que seja um sucesso e torcer para que o governo tenha discernimento para enfrentar distorções desonestas da mídia.

      • Isso é trabalhar com “best case scenario”. Um cético não trabalha com “best case scenario”, e sim com o “worst case scenario”.

        Worst case scenario: a manifestação bombar e a esquerda capitalizar para dizer que “se não tirassem Dilma, isso não tinha acontecido. Lula 2018 para consertar o que o Temer fez!”, e a direita não jogar o jogo.

        Percebeu o problema? Os fragmentos de todas as narrativas da esquerda estão aí…

  4. Se for um sucesso de público mesmo, essa mídia desmoralizada nada poderá fazer pra esconder o fato porque a internet taí pra desmenti-la. Como nas manifestações do ano passado. Será um tiro no pé se for um retumbante fracasso, aí concordo contigo. Você está certo quanto à capitalização. Veja Holiday e aquele vídeo histérico e agressivo tentando explicar o inexplicável: porque não anulou seu voto, no mínimo. A esquerda vai e a direita vão ataca-lo por isso. No xadrez político ele não precisava ser rei, mas peão também é demais pro meu figo.

    • A questão fulcral não é ser ou não um “sucesso de público”, até porque se for um sucesso de público atingirá ainda mais o governo Temer, que a direita não deve atacar de nenhuma forma, porquanto isso favoreceria mais a extrema-esquerda. A manifestação é anti-estratégica, burra, e deveria ser cancelada. simples assim.

  5. Concordo inteiramente com o artigo. O governo Temer é o mal menor. Que a extrema-esquerda proteste contra ele, não a direita. Esse purismo anti-“tudo que não presta” revela miopia estratégica e tática. Seria diferente se já existisse na direita uma nova força política organizada em partido próprio com condições objetivas de chegar ao poder, o que não ocorre. É com esses mesmos políticos fisiológicos que a direita poderia governar num futuro imediato. Assim sendo, não deveria atacá-los. A direita não é o MPF, que, aliás, está mais sintonizado com a esquerda “politicamente correta” nas áreas não penais de atuação.

  6. “A meu ver, o único problema com a Lava Jato é que o Lula ainda não foi para a cadeia.” ÓTIMO, hahaha!

    Concordo com o artigo. Quando estava perto do impeachment sair e o MBL fez atos pontuais na frente da FIESP, sem megamanifestações, foram bons os resultados. Megamanifestação com todos esses pontos lembra os idos de 2013 quando rolavam aqueles protestos sem foco e que hoje em dia são vistos como cafonas.

    Se fosse uma megamanifestação pela prisão do Lula, eu estaria lá.

  7. Para mim todas as manifestações foram inúteis, apenas aquelas que pediram um FORA DILMA é que tiveram algum sentido e foram corretas.

    Nas outras manifestações muitos levavam cartazes com os dizeres, fora corrupção, fora corruptos, fim da roubalheira e por aí vai, ou seja, manifestação inútil que não tem um alvo específico se torna sem sentido

    E nessa mais uma vez a mesma situação, um monte de pautas onde os manifestantes só vão bater cabeça.

    Quando um jornalista perguntar, quais as reivindicações para algum manifestante, sabemos que a palavra principal será, fora corrupção e estamos ao lado da lava jato. Isso ajuda no quê?

  8. Podia me informar qual é o partido de direita envolvido nisso aí? Eu sinceramente não conheço a direita brasileira. Essa passeata pedindo reforma da previdência e reforma trabalhista? Isso não precisa pedir. Os deputados estão empenhadíssimos em enfiar goela abaixo a reforma da previdência e trabalhista do jeitinho que esse governo (de esquerda) quer.

  9. Luciano, pode ser que vc tenha razão, pode até mesmo a mídia pôr no título “Manifestação contra Temer”, mas se tiver um bom número de manifestantes poderá conseguir influenciar boa parte dos políticos aumentando as chances de seguirem aquela pauta popular, e também influenciará no enfraquecimento da extrema-esquerda caso seja aceito apenas 1 dos requerimentos.

  10. Falta os organizadores perguntarem ou pelo menos se informarem de que mais de 60% da população é CONTRA a reforma da previdência proposta por esse governo. Eu, estando incluído nesses 60% não iria na manifestação já por esse motivo. Sem falar nas outras baboseiras da lista.

  11. Os movimentos de rua estão certíssimos em marcar uma nova manifestação, e todos os tópicos que constam da pauta proposta são relevantes. A Lava está sob risco, sim, e o governo Temer tem muito a ver com isso. Os tucanos estão alvoroçados, o PMDB nem se fale. Gilmar Mendes está em campo. Reinaldo Azevedo, o desinformante da esquerda tucana, anda soltando as frangas e os cachorros contra a Lava Jato. Só não vê quem não quer. Olavo tinha razão quando afirmou que o trabalho de faxina fora incompleto e que logo cairíamos novamente nas mãos dos mesmos que levaram o país ao caos em que se encontra,ao que está sendo provado coma nomeação imoral do Alexandre Moraes, para o STF, as eleições do Eunício, do Maia e do Lobão, e a tentaiva de anistiar os partidos no TSE, para ficar só nesses exemplos. Não jogue contra. ,

  12. Eu concordo com os riscos, mas discordo que ao endossar essa manifestação o MBL perca seu pragmatismo, é preciso reconhecer que existem movimentos organizados tentando denegrir a imagem do MBL, de direita mesmo, e que outros movimentos chamaram dia 26 antes do MBL forçando o MBL a decidir se aderia ou não.
    Dessa forma, aderir a menifestação acabou sendo o unico passo possivel para que o movimento não “alimente o troll”.
    Se o MBL se omitisse a manifestação haveriam discursos inflamados na direita sobre como o MBL se vendeu, discurso fácil de que o MBL é pautado por Temer e Moreira Franco(ou pelo PCC como uma grande personalidade disse essa semana), e por ai vai.
    Como são nomes de certo prestigio a atacar o MBL atualmente, a mensagem se espalharia fácil.

    o MBL confia no próprio trabalho, sabe que é capaz de impulsionar esse evento e trabalhar para que o evento não se torne um grande “fora temer”.

  13. Concordo com a falta de foco. Por mim, ficariam apenas duas: apoio a Lava Jato e fim do foro privilegiado. É o que mais precisamos no momento.
    A Lava Jato tem os seus nada desprezíveis inimigos e é bom que eles saibam, em alto e bom tom, o quanto o povo está disposto a defendê-la. . O fim do foro privilegiado, é o mínimo para uma mudança no exercício da política. Sem isso, qualquer coisa será inútil.
    Então acho que vale a pena sair às ruas, sim, desde que seja algo bem organizado..
    Quanto ao governo Temer, penso que uma das suas piores, ou a pior falta, tem sido a ausência de comunicação. Errou quando não expôs ao país de forma clara a situação de calamidade que o PT deixou o país e continua errando ao não expor tudo o que está sendo feito para melhorar essa situação. E todos sabem o que acontece onde há vazio de informação…

  14. É auto evidente a tentativa de minar a lava jato. É imperativo exigir o fim do foro privilegiado e das mamatas politicas. Essas pautas tem apoio da maioria das pessoas e atraíriam até esquerdistas incautos. O resto é completamente desnecessário e grande parte da sociedade não apoia o restante. Tenho a impressão que não terá sucesso a manifestação.

  15. Meio confusas as propostas do MBL que, faz tempo, acho-os ligados algum(ns) partido(s) político(s).

    5. Reforma Trabalhista
    6. Reforma Previdenciária

    Nestes dois itens, por exemplo, não entendi, eles são contra ou a favor. Se falarmos apenas na questão da previdência social, me parece que eles estaria a favor das propostas de Temer/Governo. Convenhamos, igualar ao Brasil a países da Europa, que tem saúde de ensino de alto nível, em termos de idade para a aposentadoria, É UM ABSURDO.

  16. Ayan, como lidar com ditos direitistas, pró-capitalismo, pró-família tradicional, anticomunistas e altamente religiosos, que demonstram ter nojo do Brasil, que dizem querer que o Brasil se dissolva, que nosso país já “nem é um país mais”, e que “nem lutaria por ele se fôssemos invadidos”?
    …E defendem essas posições dizendo que “o Brasil está tomado por comunistas” e que “povinho que demonstra querer reeleger o molusco não merece um país próprio!”.

    Eu tenho uma teoria: os ditos “filósofos de botequim”, de esquerda, que pegaram essa fama desde os tempos da Ditadura Militar, agora trocaram os sinais: esses são todos de DIREITA, agora! Adoram ficar em redes sociais só descendo a lenha no Brasil, mas não fazem NADA para ajudar… Sequer dão ideias!

    Como tratar com esse tipo de gente?!

  17. Nos últimos 26 anos e 2 meses de governo civil tivemos 2 presidentes afastados do poder por corrupção isto prova que o governo militar é melhor para o país.

  18. O MBL apoiando a Reforma da Previdência e da Terceirização do Trabalho, pouco se importando com a perda dos direitos dos trabalhadores, acha ainda que a população vai para as ruas para apoiar a perda de seus direitos? Essa manifestação vai ser um fracasso e só quer servir para manipulação da massa. Também sou contra a população se armar. O Brasil não tem educação eficiente e isso só serviria para aumentar o índice de violência. Outro fato é que o MBL diz apoiar a Lava Jato, mas desde que não alcance o Governo Temer e seus aliados, já envolvidos em corrupção e delatados pela Lava Jato. Isso para mim comprova que o MBL só apóia lutar contra a corrupção se for do PT. Nos outros partidos, ele é conivente e tão corrupto quanto.

  19. Lendo os comentários, me parece que as pessoas surtaram! O Temer é governo DIlma! Ou ele não foi VP as quase duas gestões da Dilma? Agora ele virou direita? O PMDB é direita? Está mais do claro que o PMDB se aproveitou da insatisfação da população com a Dilma para tirá-la do poder e assumi-lo. Pra esquerda não voltar devemos apoiar corruptos? Este governo quer resolver os problemas dos banqueiros e do mercado financeiro às custas da população, e de suas máfias. Quantos “benefícios” da Administração Direta foram cortados por esse governo tão ou mais corrupto que o anterior? Eu apoiei a saída da Dilma, porque achei que era realmente legítima a luta contra o estamento político que sempre dominou o Brasil para seus próprios interesses privados. Me desculpem, mas ouvir dizer que evemos apoiar o Temer pra evitar a volta da esquerda, não dá.

Deixe uma resposta