Matt Damon finge que "não acredita em muros" mas estrela "A Grande Muralha"

5
146

Eis as regras fundamentais para alguém ser de esquerda: (1) treinar a prática da “encenação de virtude”, ou virtue signaling, em público, (2) desenvolver alto nível de cinismo e demagogia para conviver com o duplo padrão, pois as regras “cagadas” não são feitas para serem seguidas, mas para gerar efeito psicológico na patuleia.

Assim, o esquerdista sempre defenderá algo em que não acredita. Por exemplo, o ator Matt Damon disse, recentemente, em entrevista para promover o filme A Grande Muralha: “Eu não acredito em muros”.

Ele emitiu a narrativa para atacar a ideia de Trump de terminar o muro entre os Estados Unidos e o México. Muro este que também já foi fortemente apoiado pelo casal Clinton.

Mas Damon não acredita no que diz. É pura encenação de virtude. Ele não apenas acredita em muros, como seu mais recente filme, A Grande Muralha, fala da defesa de um muro. Em nenhum momento do filme, aqueles que se defendem por trás de um muro são tratados como vilões.

Veja o trailer:

Anúncios

5 COMMENTS

  1. Ele é um ator, um profissional da encenação,alias muito bom. O fato dele encenar um filme “muralha” nao significa que ele acredite do modo como vc diz. Um ator que encena um personagem homossexaual entao teria que forçosamente ser um tambem? Uma atriz deveria ser uma prostituta? Matt Damon encenou filmes de extrema violencia, de matador profissional, seria ele um tambem?

  2. Esse mesmo Matt Damon, que diz ser contra o direito das pessoas andarem armadas, mas que ganhou milhões de dólares interpretando um personagem (Jason Bourne) que usa e abusa de armas em seus filmes. Duplo-padrão + cinismo.

Deixe uma resposta