Por que os vampiros odeiam tanto a privatização de estatais desnecessárias?

15
221

Dia desses eu estava num Uber e o motorista era um petista meio envergonhado. Só fui descobrir isso depois que argumentei que a única solução para corrigir a corrupção endêmica era a privatização, especialmente da Petrobrás, dos Correios, da Caixa e do Banco do Brasil, dentre várias outras.

De imediato, ele respondeu: “Olha, eu até concordo, mas tem que ser por um valor justo”. Foi quando ele criticou a privatização das empresas de telefonia, dos tempos de FHC. Rebati: “Ok, qual o valor justo?”. Ele não soube responder. Quer dizer, ele afirma que a privatização foi feita por um valor injusto mas não sabia dizer qual era o valor justo e nem quais os critérios para se chegar a este valor.

Agora vemos a mesma ladainha da extrema-esquerda contra a privatização da CEDAE, no Rio de Janeiro. É chilique atrás de chilique. Falácia atrás de falácia. Para piorar, o PSDB se juntou ao PT na votação. Outra vergonha é Flávio Bolsonaro ter votado contra a privatização. Felizmente, aqueles que se posicionaram contra o vampirismo estatal ganharam e a privatização da CEDAE avança.

Os petistas já são inimigos da privatização à partida, pois tem como projeto de vida a mamação em tetas estatais. Mas os que não são petistas, como os tucanos e Flávio Bolsonaro, aparecem com o mesmo papo furado de sempre: “ah, mas o valor não era justo”. Claro que eles não conseguem dizer qual era o valor justo. Baita papelão.

Difícil dizer se isto é capitulação para a agenda de extrema-esquerda ou mesmo a prática de acordos com aqueles que não tem nenhum interesse pelo bem do povo brasileiro. O fato é que aqueles que não são petistas mas ficam contra as privatizações de estatais desnecessárias não possuem argumento algum.

Não quero dizer que Flavio Bolsonaro tenha sido um vampiro do estado. Mas ele deve explicações por ter votado de modo imperdoável com o PT nessa. Detalhe: que a explicação não contenha falácias e requisitos vagos, ok?

Anúncios

15 COMMENTS

  1. Esses Bolsonaros são pastéis-de-vento, peidos n’água, é só pose (e muito mal sustentada). Me lembra muito o Lula quando ainda enganava muito idiota por aí.

    • Bolsonaros sempre se posicionaram contra privatizações (chegou ate pedir o fuzilamento de FHC). Empresas privadas também se corrompem, é só ver a odebrecht e midias sociais como exemplo, talvez até pior que a Petrobras.

      • Meu comentário foi sobre os Bolsonaros serem frouxos, sacos de vento, velha política, tão fingidos e teatrais quanto os petistas. Não tem nada a ver com privatização acabar ou não com a corrupção.

      • o bolsonaro evoluiu bastante, não dá pra comparar opiniões dele nos anos 90 (há 20 anos!!!) a respeito das privatizações.
        mas, com certeza, ele não está maduro para disputar uma presidência. Melhor seria se ele fosse eleito Senador, ficaria mais oito anos oprimindo, podendo disputar as eleições de 2022 sem o risco de ficar sem mandato.
        se o bolsonaro disputar a presidência em 2018 vai ficar sem mandato.

    • infelizmente eu não encontrei a minuta do projeto de lei para saber realmente o que está em jogo. é incrível que mesmo na página da assembleia do rio não se tenha cópia do projeto de lei para analisar.
      fico pensando quantos que debatem o assunto realmente sabem o que está acontecendo (inclusive eu mesmo no comentário acima).
      não dá pra debater assunto como esse confiando no que fala o fávio bolsonaro no vídeo ou confiando no que fala a grande mídia.

  2. Estatistas vão sempre argumentar que é baixo o preço de venda de estatais. Isto porque o preço de mercado de uma empresa na mão do Estado é de X, levando-se em consideração sua ineficiência operacional, seus altos custos administrativos, seu alto endividamento, sua baixa capitalização, seus projetos não rentáveis com a finalidade de atender a objetivos governamentais, e demais mazelas próprias da administração pública brasileira. Entretanto, uma vez vendida, saneada financeiramente, capitalizada, despetizada, reorientada para projetos rentáveis, essa mesma empresa valerá 10X, devido à percepção do mercado de seu poder futuro de geração de fluxo de caixa. Nesse momento então, inevitavelmente os estatistas dirão que a empresa “vale” 10X, mas foi vendida por apenas X, uma ninharia, com 9X sendo embolsados na negociata. Portanto, não importa o de venda, este sempre será considerado fraude, dada a obtusidade intelectual de não reconhecer que uma empresa vale o fluxo de caixa futuro, descontado a valor presente que possa gerar. Na mão do Pezão, X e olhe lá; na måo de empreendedores, 10X

  3. Luciano, escrevi isso em outro post, mas vou ser mais direto ainda: a “direita” que é contra a privatização é tão nociva quanto a esquerda.

    Em primeiro lugar, ilude-se aquele que acha que, de uma vez, irá ocorrer hegemonia da direita no poder em curto prazo. Temos que ser céticos a respeito – e é sendo cético e reconhecendo o risco de termos uma esquerda ainda forte no legislativo que deveríamos apoiar as privatizações.

    Em segundo lugar, no cenário improvável de hegemonia de uma direita anti privatização no poder, corremos o risco da direita:

    1 – desaparelhar as estatais, removendo a esquerda;
    2 – aparelhar as estatais, colocando a direita;
    3 – praticar os mesmos atos de corrupção que a esquerda usou por debaixo dos panos.

    EM SUMA: prefiro sempre desconfiar de quem quer manter ou aumentar o poder do Estado, não interessa de que lado.

    • Comentário mais sensato. Está mais do que na hora de parar de acreditar num “herói” que “vai cuidar de todos os problemas”. ISSO NON ECZISTE. Nem Caiado, nem Lula, nem Bolsonaro, nem Ciro, nem Dória, nem Moro são heróis… ninguém que colocarmos lá pode ter status de herói.

      É por isso que não sou fã de quem só escreve #fulano2018 – esses caras estão caindo nos mesmos erros do passado: “voto em X e não preciso mais me preocupar, porque tudo vai ficar bem”. NÃO. VAI. NÃO!

  4. O tempo de falar acabou. Agora é tudo ou nada. Ou o Brasil sai do atoleiro que mergulhou na porrada ou vai virar uma Venezuela. Para isso tem de haver INTERVENÇÃO MILITAR JÁ!!!

Deixe uma resposta