Marilena Chuí tripudia de novo sobre a classe média trabalhadora

25
173

O PT é decididamente um partido despreza os trabalhadores, especialmente se eles vierem da classe média. Em um discurso, a filósofa petista Marilena Chauí faz um ataque realmente baixo à classe média, como já havia feito em 2014. O discurso é sempre preconceituoso e visando a humilhar a classe trabalhadora.

No fundo, é o típico mingau sem sentido que a elite marxista inventou para dizer que os trabalhadores que não se submetem aos seus tiranos são “a pequena burguesia que apenas quer virar a burguesia, mas não vai conseguir”.

Não, mentirosa! A classe média quer trabalhar de acordo com suas condições e buscar subir na vida quando der, trabalhando honestamente. Ao contrário de parasitas de estados inchados totalitários, como são os marxistas, classe moralmente apodrecida da qual a elitista Marilena Chauí faz parte.

Assista o discurso monstruoso de uma pessoa perversa:

Anúncios

25 COMMENTS

  1. Filosofia não é trabalho.

    Filosofia, na escola, nem deveria ter aprovação ou reprovação – se ensina o pensamento crítico, não deveria, necessariamente, “concordar implicitamente” com o professor.

    Então, se fulano X é filósofo, “Ah, tá”.

    • Cara, nunca olhei por esse olhar sobre a filosofia, realmente faz sentido … “Filosofia” não é de fato um trabalho, por tanto não deveria haver aprovação ou reprovação, assim como a educação religiosa que era imposta nas escolas antigamente.

      • Vamos desenvolver mais a questão?

        O que faz um “filósofo”, além de dar palestras e aulas de filosofia?

        Isso não é apenas um ciclo que se realimenta? A pessoa faz filosofia, é “moldada” pelo professor, não acha colocação exceto ser professor de filosofia, e “molda” mais filósofos?

        E vou além: se fosse para desenvolver o pensamento crítico MESMO, você poderia dizer que, por exemplo, “Sócrates foi um bosta, e ‘só sei que nada sei’ foi, e é, usado apenas por criminosos e isentões, até os dias de hoje”, e seria analisado pelos seus argumentos para sustentar essa tese. Na realidade você só ganharia um “reprovado”.

        É aí que fica mais claro o motivo da revolta com a reforma do ensino – tornar isso opcional estragas os planos.

  2. A frase produzida por essa insignificância intelectual em pessoa para definir os trabalhadores que querem ascender socialmente, acaba servindo como uma luva para definir o que tem sido sua trajetória acadêmica : “a nulidade filosófica que apenas quer virar Filósofa, mas não vai conseguir”

  3. Falando em ascensão social, ela nada fala sobre o seu queridinho Lula da Silva, acusado de enriquecimento ilícito. Em sua mente doentia, crimes podem ser perdoados, desde que a causa seja boa. Enquanto que para os que não seguem a sua cartilha, mesmo que obedeçam a legislação vigente, devem ser punidos por terem pensamentos capitalistas impuros.

  4. Nem vou abrir o vídeo para nāo dá ibope a essa desclassificada de esquerda e petista sem vergonha, basta ler o que foi escrito e o que já foi dito por ela.
    Raça imunda que recebe os salários pagos pelos contribuintes que ela chama de pequena burguesia. Idiota!! Mil vezes idiota!!!
    MORTADELAAAAAA!!

  5. O melhor de tudo são os aplausos da claque. Deve ter sido em algum encontro dessas multidões de intelectuais e filósofos que foram feitas as pesquisas que colocaram o político mais “onesto” dessa república bananeira com os dois pés no Palácio do Planalto. E não cai nem um agüaceiro de verão, para espalhar a catrefa…

  6. Uma professora de filosofia recendo um belo salário do estado e falando merda da classe que trabalha e impulsiona o desenvolvimento do país. O partido dela PT maior Organização criminosa do mundo jamais implantará o Marxismo Comunista nesse país a classe média não deixará. Por isso ela é essa recalcada.

  7. Essa senhora deveria ir para o deserto do Saara, dar aula para camelos e filosofar para areia do deserto e não ficar falando besteira sobre a classe média da qual ela faz parte .

  8. A pior pessoa que existe é aquela que qualifica as pessoas num todo global, pois alem de injusta ela é ignorante, jamais se pode qualificar massas e sim pessoas individualmente, por um único motivo: Pessoas pensam diferentes umas das outras e agem diferentemente !!

  9. Interessante q mesmo sendo uma filósofa ela PONTIFICA. Ela simplesmente diz o q a classe média É e pronto. Nenhuma margem para discussão, o tipo do discurso afirmativo. Pobreza intelectual evidente. Eu não concordo com ela mas jamais ousaria tentar argumentar, conheço bem esse tipo mental.

  10. Não entenderam o que ela quis​ dizer. Ela esta definindo o que é burguesia: são os detentores dos meios de produção. Concluí, portanto: os trabalhadores não são burguesia. Mas eles pensam que são ou que vão chegar a ser, porque acham que ser burguês é só ter dinheiro. Mas não é. Por isso os trabalhadores se confundem e se juntam com a burguesia para lutar pelos direitos que nao são os deles, sem saber essas diferenças. A Marilena Chauí está defendendo os trabalhadores, mas infelizmente ela é muito agressiva e ofensiva no jeito de falar, aí, quem não estudou o que ela está falando, não consegue entender.

Deixe uma resposta