Trump trolla o Oscar: "Estavam tão focados em política que não fizeram o básico para organizar uma cerimônia"

13
73

É claro que Trump não poderia aproveitar essa oportunidade maravilhosa após a vergonha eterna que foi a entrega do Oscar de melhor filme. A cerimônia foi politizada pela escória de artistas milionários de esquerda até o limite. Mas, ao fim, anunciaram errado o filme vencedor. Um constrangimento total. Reveja o papelão (e clique aqui se quiser ver a explicação passo a passo do desastre, no G1):

Que coisa maravilhosa assistir isso (que, aliás, eu nem assisti ao vivo, para não dar audiência para essa gente)…

Melhor ainda é ver Donald Trump trollar essa gente.

Em entrevista ao Breitbart ele disse: “Eu creio que eles estavam tão focados em política que não conseguiram atuar juntos no final”. Ele complementou: “Foi um tanto triste. Aquilo tirou o glamour dos Oscars. Já não parecia que era uma noite glamourosa. Eu já estive em Oscars. Faltava nessa noite algo muito especial, e então o final da cerimônia foi triste”.

Em tempo: eu não gosto do frame “desastrado” aplicado ao inimigo, mas aqui preciso abrir uma exceção. Essa gente elitista, desumana e arrogante que não sabe nem organizar uma entrega de Oscar quer dar pitaco em política? Sinal de que não devemos ouvir o que essa gente tem a dizer sobre questões públicas…

Realizem a cena: “Ei, a Meryl Streep disse que Trump é malvado”. Resposta: “Quem? Aquela elite artística arrogante que erra até na entrega de um Oscar?”.

Anúncios

13 COMMENTS

  1. sensacional Trump. Enquanto isto aqui no Brasil, a extrema esquerda dá oportunidades excelentes para a direita trolar, mas infelizmente não são aproveitadas pela classe politica conservadora. É pena.

  2. Para quem gosta de cinema como eu, foi desolador. Ver a Arte transformada em escrava de ideologias, é triste e apavorante.
    O que deveria ser uma celebração do talento acabou em uma festa apagada, desconfortável e desastrosa. Era visível o mal estar que reinava lá. Espero que os americanos reajam a atempo a esse atentado a sua liberdade.

  3. “Em tempo: eu não gosto do frame “desastrado””

    Não é porque essa gentalha tenha planos nefastos para a humanidade que eles não possam ser incompetentes também. O frame tem que ser monstros porém desastrados.

  4. George Soros, aquele globalista que muitos acreditam que só financia movimentos de esquerda, abre linha de crédito de US$ 250 milhões para empreendimento do genro de Trump, o tal Jared Kushner:

    http://jewishbusinessnews.com/2017/01/31/george-soros-backed-jared-kushner-venture-cadre-250-million/

    Vamos ver se Alex Jones e o pessoal do Breitbart News falarão alguma coisa a respeito. Toda a patética “mídia alternativa” nos garantiu que Trump era a grande derrota de Soros, que eles representavam interesses opostos, que Soros está por trás de todos os protestos anti-Trump, blá blá blá… Mais uma para a série enquanto o “gado” otário engole toda a ilusão e propaganda, os malandros dão risada e faturam alto…

  5. Melancólica a participação de Meryl Streep, tanto no Oscar como vimos no trailer do filme em que ele teve coragem de ser protagonista. História grotesca de uma senhora grotesca tanto no filme quanto na vida real. Preocupou-se tanto em tentar ridicularizar o presidente que foi uma das protagonistas do fiasco final. Meryl vá se catar.

  6. Assistir o TRUMP no senado ontem, foi muito mais gratificante do que a cerimônia do Oscar.
    Realmente o Trump é muito inteligente, falou sem precisar de ler. Quem não conhece-o, basta ver o seu discurso no YouTube que vai entender o porque dele ter ganhado as eleições. Mostrou ser uma pessoa muito sábia, seguro e confiável. Parabéns TRUMP, o Senhor é o cara que vai levantar a moral dos EUA.

  7. Esse Oscar não assisti porque deixei de admirar esses artistas cretinos de Hollywood. Agora, vendo pelo jornal, senti que foi uma coisa muito sem sal. O erro final foi mosca do monte fezes. Eles estão em declínio total.

Deixe uma resposta