Jair Bolsonaro tem a obrigação política de palestrar na Hebraica

15
250

Na guerra política, devemos valorizar aqueles que conseguem resultados. Entre estes resultados, temos a demolição de inimigos.

O deputado Jair Bolsonaro tomou um duro golpe vindo de um ultraesquerdista, Mauro Nadvorny, que se valeu de uma tática alinskiana para impedi-lo de palestrar na Hebraica: organizou uma petição para difamar Bolsonaro, lançou sobre ele acusações até de nazismo e constrangeu a Hebraica, que desconvidou o deputado.

Até o momento, é uma baita vitória. Nadvorny é um jogador tão apto que tem armado a seguinte emboscada: coletar xingamentos de eleitores pró-Bolsonaro, enviados via inbox, e expô-los em sua página no Facebook. Em resumo, Nadvorny é jogador. E dos bons.

Movido pelo ódio, no entanto, Nadvorny abriu uma brecha. Observe o que ele disse à Folha : “Tomou essa proporção por tudo de ruim que representa o Bolsonaro. Um cara racista, misógino, antissemita pensar em ser recebido em um clube da comunidade é, por si só, terrível”. Os xingamentos são similares aos que ele implementou em sua petição.

Basicamente ele praticou duas falsas comunicações de crime (racismo e antissemitismo), diante das quais cabem dois processos. Cabe a Jair Bolsonaro aplicar esses processos.

Alinskianamente, também cabe a Bolsonaro garantir sua participação na Hebraica e esfregar a vitória na cara dos ultraesquerdistas que forçaram o seu desconvite. Tripudiar é essencial nesta guerra.

Bolsonaro já está promovendo uma petição pública, que até o momento foi assinada por mais de 33.700 pessoas já (enquanto que a petição de Nadvorny não chegou a quatro mil). O ideal é que já se inicie uma política paralela de geração de danos à Hebraica até que ele seja reconvidado.

Em suma, Bolsonaro tem a missão de ir palestrar e de processar Nadvorny. Vamos ficar de olho, pois quem quer ser candidato viável precisa saber vencer esse tipo de batalha contra a extrema-esquerda.

Em tempo: os leitores sabem que sou um bolsocético. Eu desconfio de várias pautas da família Bolsonaro (entre as quais a questão de desestatizações) e de sua capacidade de combate firme. Mas o ceticismo também deve dar chances aos objetos do questionamento. Ficarei muito satisfeito se Bolsonaro esmagar Nadvorny e expor a vitória como troféu. Porém, é preciso puxar a orelha de Bolsonaro se ele não vencer essa batalha, que é o mínimo que se espera de quem quer vencer a extrema-esquerda em 2018.

Anúncios

15 COMMENTS

  1. Realmente Bolsonaro precisa processar o elemento, pois a alternativa é ficar com o rotulo de oposição controlada.

    Quanto a palestrar na Hebraica ai fica por conta dos organizadores receberem-no ou não. Bolsonaro vai fazer o que se não for reconvidado, invadir a organização?

    • UM FÃ DO BOLSONARO PENSANTE ENFIM!

      Uma coisa é o tal do Mauro. Se cometeu crime lançando acusações falsas, então Bolsonaro que pare de ser saco de pancada (duvido que vá parar) e o processe. Mas, sabemos bem, um cara que levou cuspida do Jean Wyllys e simplesmente limpou não fará isso.

      A respeito da Hebraica, o tanto de gente querendo se intrometer na vida de uma instituição PRIVADA tá assustador!

      A instituição é PRIVADA, deixem a Hebraica em paz! Não interessa se já palestrou gente de esquerda lá, a instituição é PRIVADA!

      O que a bolsonarada vai fazer? Botar fogo lá? Muito estranho o quanto Luciano está jogando lenha nessa fogueira e tentando fazer média com essa gente.

      • Mas não foram os esquerdistas que se intrometeram na vida da Hebraica a ponto de desconvidarem o Bolsonaro? Critique a ação da esquerda primeiramente.

  2. O cara foi com muita sede ao pote.
    Eu que não acompanho tanto os passos do JB já assisti ele falar que é casado com uma negra e exaustar Israel.

    • O que adianta qualquer “dica” chegar no Bolsonaro?

      Ele tomou cuspe na cara do Jean Wyllys e a única atitude foi limpar. O jeito que vocês tratam ele como uma criancinha que só precisa de um pouco de instrução é bem preocupante, sempre passando a mão na cabeça, sempre justificando as molecagens, típico de pai que cria filho mimado.

      Bolsonaro já é um velho de 60 e poucos anos e está na política desde antes de eu nascer. Se não aprendeu até agora, não aprende mais.

    • PROCESSAR o Reinaldo por que? Que crime ele cometeu, que lei ele desrespeitou que mereceu ser PROCESSADO?

      Você quer processar o Reinaldo só porque ele disse que a Hebraica tem o direito de não aceitar palestra do Bolsonaro?

      Querer processar alguém somente porque esse alguém não é fãzoca do teu candidato preferido revela o autoritarismo, totalitarismo e tirania de vocês, bolsonetes.

      • Processar o Reinaldo Azevedo por ele fazer analogia do comportamento e pensamentos de Bolsonaro com o Nazismo(calunia e difamação, e talvez falso testemunho de crime). Não sou jurista, mas acho que poderia caber processo.

  3. Então jogar o rótulo de nazista no Bolsonaro foi errado?

    Nazismo gosta de estado forte, é contra liberdades individuais, contra privatizações, usa a força bruta para violentar quem não se comporta como os tiranos acham que deve ser, é contra determinadas práticas sexuais feitas em privado, não se importa com morte de inocentes, é contra determinadas religiões. Bolsonaro, que fez questão de tirar uma foto recentemente ao lado de um sózia do Hitler, apóia todas essas medidas citadas e até baba de prazer com algumas delas.

    Muito me admira ver o Luciano sendo advogado do diabo, quer dizer, do Bolsonaro. Para um escritor que sempre se disse cético e pragmático, está fazendo muito carinho na direita true. É uma tentativa de fazer uma média?

    Já tem direitista true aqui dizendo que Bolsonaro tinha que processar o Reinaldo Azevedo só porque Reinaldo defendeu o direito da instituição PRIVADA de recusar palestra do deputado. Luciano parecia ter notado que direitistas trues são tão ditadores quanto os esquerdistas, mas agora quer reconquistar a simpatia dos olavo-bolsonetes… buguei!

  4. Uma coisa que este blog e a bolsonetada está com muita dificuldade de entender é que o direito dos fãs do Bolsonaro NÃO É MAIOR do que o direito de uma instituição PRIVADA!

    É tirania querer OBRIGAR uma instituição privada a receber uma palestra do deputado!! TIRANIA!

    Querer se meter DENTRO de um ambiente privado, querer OBRIGAR um ambiente privado a fazer o que VOCÊ quer, é tirania das sérias! Coisa de esquerdista no nível de PSICOPATA!

    • Luciano se expressou mal ao dizer que Bolsonaro tem a obrigação de palestrar na hebraica, mas não vamos nos esquecer que foi o abaixo assinado de esquerdistas que “convenceu” a hebraica a censurar Bolsonaro de palestrar lá(o abaixo assinado pró-bolsonaro teve mais assinaturas mas não “convenceu” a Hebraica). Cauê, vc faz um grande serviço para a esquerda defendendo a liberdade de instituições privadas esquerdistas censurar pessoas com pensamentos mais a direita, depois reclama quando de chamam de esquerdista.

Deixe uma resposta