Reinaldo Azevedo pisou no tomate ao validar patrulhamento e censura contra Bolsonaro

33
145

Os leitores sabem que eu sou um bolsocético, o que não significa ser um anti-Bolsonaro, mas apenas alguém que duvida da capacidade do “Bolsomito” de vencer a extrema-esquerda em uma eleição, bem como de fazer frente aos seus opositores. Mas, como todo cético diria, pode ser que eu esteja errado. Aguardo mais evidências do potencial político de Bolsonaro. Tentar demolir Jean Wyllys (que nele cuspiu) e garantir sua participação na Hebraica-SP são duas missões decisivas, a meu ver.

Todavia, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Não é por discordar da postura política de Bolsonaro que eu vou defender censura e patrulhamento sobre ele, e, nesse ponto, a opinião de Reinaldo Azevedo – com o qual concordo em vários pontos, e discordo em outros, como sempre – justificando o desconvite de Bolsonaro é lamentável.

Ele diz:

Aqui e ali, dizem alguns que Bolsonaro tem de ser combatido, mas não silenciado. Ora, e quem disse que a Hebraica-SP o silenciou? Trata-se de uma entidade de direito privado. Fala nas suas dependências quem ela quiser. Os associados descontentes que apelem aos estatutos para ver se cabe algum recurso. Ou que decidam reagir na próxima eleição da diretoria. Falar em censura é ridículo. Sempre que essa palavra é empregada fora do ambiente estatal, estamos diante de uma óbvia impropriedade.

Na verdade, é possível falar em censura sim, mas não em censura estatal. Em adição, há uma questão moral aí: a Hebraica-SP já recebeu políticos de outras vertentes, inclusive de extrema-esquerda, e, ao reagir a um candidato de centro-direita como Bolsonaro, demonstra um “lado”. Ao fazê-lo, desrespeita seus associados. Obviamente, podemos condenar a atitude da Hebraica-SP, em termos morais, por privilegiar um dos lados.

Bem, fosse eu judeu e associado à Hebraica, é claro que estaria entre os quase três mil que repudiaram a presença do deputado no clube. E eu o teria feito — lembrando sempre que, nessa hipótese, eu seria um judeu — em memória daqueles que compartilharam com meus antepassados os campos de concentração. Milhões de judeus morreram apenas porque eram judeus. Milhares de homossexuais morreram apenas porque eram homossexuais. As mulheres judias padeceram ainda mais. Se um parlamentar sugere que o melhor tratamento que um pai pode dar a um filho gay é espancá-lo, acho razoável que judeus o desconvidem para uma palestra. E não porque judeus devam ser especialmente tolerantes com gays. Mas porque judeus sabem, mais do que qualquer outro grupo, o que é apanhar — e morrer — só por ser o que se é.

A mistureba aí é absurda. Para início de conversa, o papo de Bolsonaro sobre “como criar um filho” é uma besteira completa, imperdoável para um político sério. Mas frases bem piores foram ditas por políticos de extrema-esquerda. A punição seletiva a Bolsonaro não se aplica moralmente. Acrescente-se que não há razão alguma para comparar a forma com a qual um pai cria seu filho com o tratamento dos alemães aos judeus. A comparação é grosseira, descabida e chega a ser algo mais tosco do que ver a grande mídia chamando Trump de “nazista”. A política anticomunista de Jair Bolsonaro, ao contrário, é uma das que mais tem potencial de agradar ao povo judeu. Basta lembrar como os petistas sempre apoiaram os inimigos de Israel, em direção oposta ao que Bolsonaro faria.

Discordar de Bolsonaro, como já disse, não deveria depender de duplo padrão para ataca-lo. Outra coisa: a petição para evitar que Bolsonaro veio de pessoas ligadas à extrema-esquerda. No PSOL, já tivemos até bandeiras de Israel sendo queimadas. Será que é decente que a Hebraica-SP faça a vontade daqueles que odeiam o Estado de Israel?

Reinaldo segue:

As mulheres da Hebraica tinham especiais motivos para repudiar a presença deste senhor nas dependências do clube. Não há como ignorar o sentido de uma frase que ele disparou contra a deputada Maria do Rosário (PT-RS), cuja atuação política execro, como todos sabem. E daí? E ele o fez mais de uma vez. E não! Não estava no calor da discussão. Numa entrevista ao Jornal Zero Hora, mandou ver: “Ela [Maria do Rosário] não merece [ser estuprada] porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia, não faz meu gênero, jamais a estupraria. Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar, porque não merece”. Está claro aí: estupro, nessas palavras, é uma distinção que deve ser concedida apenas às bonitas. É asqueroso.

Essa é a famosa invenção de motivos nas alegações alheias. Mas Azevedo pode ser atingido pelo seu próprio livro de regras. Por exemplo, para fantasiar que Bolsonaro teria sugerido o estupro às demais mulheres só por ter dito que “Maria do Rosário não merece ser estuprada”, então o próprio Azevedo é culpado de sugerir o estupro de crianças e homens, ao dizer que “nenhuma mulher merece ser estuprada”. Não passa de falácia da bola de neve. Claro que nem Reinaldo Azevedo sugeriu que homens e crianças devem ser estuprados, e nem Jair Bolsonaro sugeriu que as mulheres que não são Maria do Rosário merecem ser estupradas. É pura distorção de significados.

A falácia de dizer que as mulheres tem motivos para “repudiar Bolsonaro” é exatamente a mesma usada pela campanha de Hillary dizendo que as mulheres tinham motivo para “repudiar Trump”. Nada além de virtue signaling. O recurso é até justificável quando se está tratando de acusações verdadeiras, não de fantasias baseadas naquilo que de pior a propaganda pode oferecer.

Ele conclui:

Se há lugar no mundo para Bolsonaro e bolsonarismos, fico feliz que não seja a Hebraica. Ao menos a Hebraica de São Paulo. Nessas coisas, não há meio-termo. Ou você repudia o fascismo ou dá piscadela pra ele. Eu repudio.

Eis a famosa carta de acusar um opositor de “fascismo”, exatamente igual fizeram os manifestantes de Berkeley contra Milo Yiannopoulos. Deplorável, novamente. Em tempo: não há nada de fascismo no discurso de Jair Bolsonaro. Pode existir uma irritante mentalidade tecnocrática (que não faria nada para desestatizar empresas como Petrobrás e Correios, por exemplo), mas nada de fascismo.

Fascismo, no entanto, é apelar à força descomunal para silenciar divergentes. O discurso de Reinaldo Azevedo talvez não se encaixaria no fascismo clássico, mas sim no fascismo cultural (politicamente correto), tal qual utilizado pelos monstros que vandalizaram Berkeley para impedir que Milo Yiannopoulos fosse lá palestrar.

Em tempo: se Azevedo “repudia” Bolsonaro, basta não ir na palestra que seria feita por ele na Hebraica-SP. Mas daí a evitar até que ele vá? Baita papelão…

Entendo a postura “isentona” de Reinaldo Azevedo e a considero estrategicamente útil. Porém, alguns valores não deveriam ser negociados, entre os quais a valorização do livre fluxo de ideias e a rejeição a patrulhamento censório. Reinaldo deveria prestar atenção a isso, pois ele mesmo esteve em uma lista de pessoas a serem caladas pelo PT tempos atrás e não gostou nem um pouquinho. E nós ficamos do lado de Reinaldo e de vários outros que estavam na lista do PT.

Estou do lado de Azevedo em cerca de 60% a 70% das críticas que ele faz à direita xucra. Mas aqui não dá para concordar absolutamente em nada. Da direita que é bolsocética ou mesmo daquela parcela decididamente anti-Bolsonaro, o que se espera é tudo, menos justificação de patrulhamento, intimidação e censura.

Anúncios

33 COMMENTS

  1. Um dos grandes problemas do Luciano Ayan, e eu sei que ele nunca admitirá ou reconhecer isso, é não perceber que de direita, Reinaldo Azevedo não tem nada. Aliás, em seus textos – quando eu os lia – ele sempre fez ou faz questão de lembra do seu passado Trotskista/Esquerdista e isso nunca saiu dele. Suas atuais criticas a Lava Jato, a Deltan Dallagnol, a Policia Federal, a Bolsonaro, a Trump, dentre outras coisas, são exemplos de mal caratismo dele. Aquilo que ele chama de Direita Xucra, é apenas a parcela que tem o direito de discordar das bobagens que o ‘Tio” Rei fala. Reinaldo se tornou ou aflorou sua ignorância, arrogância e petulância. Reinaldo Azevedo já era, Luciano. Aceite isso.

  2. Não podemos desprezar o papel do Reinaldo no combate ao PT e sua importância para o movimento do impeachment. Como o autor desta matéria, também discordo dele em alguns pontos. Em outros, me rendo por ignorância (questões jurídicas). Em outros, ainda, estou bastante afinado com ele.

    Além de Reinaldo a maioria dos que hoje sigo e acompanho desde que comecei a me envolver e preocupar com a política nacional, acabaram brigando e discutindo entre si. Não me ligo muito nas idiossincrasias de cada um deles e procuro tirar proveito das boas coisas, exemplos e ensinos que eles nos transmitem levando em conta sua humanidade.

    Acho que é como se deve encarar essas rixas pessoais de nossos olimpianos.

    • Quem conhecia o RA? Ninguém. Só passou a ter notoriedade quando começou a atacar o PT. Mas vários jornalistas repudiavam o PT: Augusto Nunes, Marco Vila, o Sabino, o Mainardi, dentre outros. O PT seria para eles, nada mais do que o lixo da esquerda, Quando atacaram o Trump caiu a máscara de todos eles. São todos esquerdistas e globalistas.

  3. Já comentei antes aqui (http://www.ceticismopolitico.com/blog-petista-sai-em-defesa-de-bolsonaro-no-caso-do-motim-em-es/#comments) sobre isso, mas vamos repetir (o caso RA entra no item 4):

    Não parece que alguém tenha cogitado a opção da esquerda estar preparando uma “desculpabilização” dos ataques a Bolsonaro, delegando a tarefa de “queimá-lo”.

    Bem simples:
    1 – se o governo ataca Bolsonaro, diga “não é bem assim”, mas exima-se de fazer uma defesa real;
    2 – tenha uma página “atacada” por seguidores do Bolsonaro, mas exima-se de dizer qua a culpa é do próprio;
    3 – emplaque frames em cima dos seguidores, mas não do alvo;
    4 – deixe para a mídia e os companheiros de direita o trabalho de “queimar” Bolsonaro.

    Tem quem vá dizer que isso nem é estratégia, mas que está funcionando, está.

  4. Sinceramente, o Reinaldo Azevedo acabou como comentarista politico. É apenas um rabula que domina bem o português, e um enorme menino de recados do PSDB. Se forem fuçar, vão acabar descobrindo que no fundo é igual ao Luis Nassif, o Paulo Henrique Amorim e outros que ele tanto criticou. O sujeito não lida bem com nada que seja realmente democrático, estudo e conhecimento. Qualquer coisa que fuja do esquema social-democrata e do politicamente correto, ele ataca.

  5. “A política anticomunista de Jair Bolsonaro, ao contrário, é uma das que mais tem potencial de agradar ao povo judeu. Basta lembrar como os petistas sempre apoiaram os inimigos de Israel, em direção oposta ao que Bolsonaro faria.”

    Ai é que vc se engana. Judeus não ortodoxos são desproporcionalmente esquerdistas. Basta voltar um pouco no tempo para ver quem inventou o comunismo (Marx) e quem colocou em pratica (Lenin, Trotsky), bem como varias lideranças esquerdistas mundo afora. Só quem não vê é cego ou Cristão sionista o que da no mesmo. Trump também é fã de Israel, mas como ele não é tão fácil de controlar como a Hillary, ele é detestado pelo lobby judeu de direita.

    Ridículo esse holocaustianismo de R.A. Parece que pelo fato do povo judeu ter sofrido genocídio (muitos outros povos sofreram genocídio também) eles tem que ser tratados como semi-deuses. R.A é o tipico neoconservador que de conservador não tem nada.

  6. Reinaldo sacou faz tempo que a tendência histórica é de um crescimento do eleitorado do Bolsonaro, o que é claro, ameaça o projeto tucano de retorno ao poder. Como resultado escreve um artigo desesperado que só o fará perder público …. e acabará favorecendo o próprio Bolsonaro, se o mesmo souber demonstrar o tão tosco é o artigo!

  7. Reinaldo demonstrou seu analfabetismo político defendendo os Clinton no ano passado. Desde esse ponto eu ignoro tudo que ele comenta; que moral alguém que defende corruptos pode ter? Atualmente nem falar mal do PT ele pode mais, virou um Luís Nassif tucano.

  8. Sou completamente a favor da atitude da Hebraica, não por eu ser um anti-Bolsonaro declarado, mas porque a Hebraica é uma entidade PRIVADA!

    “Mas políticos de extrema-esquerda palestraram lá” -> a entidade é PRIVADA ou não é?
    Se querem palestras de esquerda, azar o deles. Se não querem Bolsonaro, sorte deles. O espaço é deles.

    Se estivessem proibindo que a Luciana Genro palestrasse lá, este blog ia aplaudir e dizer que é um DIREITO da Hebraica, uma entidade privada (os bolsonetes não, pois são meio burrinhos, iam estar latindo “bolsomito” para a parede só).

    Querer se meter em decisões do setor privado é esquerdismo do bravo, não é?

    “Ah, se proibissem a Luciana Genro de palestrar a esquerda estaria histérica, estúpido”

    Sim, faria escândalo como sempre faz, mas Bolsonaro nunca valeu essa briga, sendo que ELE PRÓPRIO não briga!!

    O infeliz toma cuspe de Jean Wyllys e LIMPA, apenas!! Reinaldo só é mais um a bater nesse saco de pancada que é o deputado.

    • Com esse tipo de pensamento a Direita vai estar sempre atrás, mesmo quando estiver ganhando. Governos de esquerda é ruim, mas entidades privadas de esquerda é bom? Porque é privado não se pode criticar?

      “O infeliz toma cuspe de Jean Wyllys e LIMPA, apenas!! Reinaldo só é mais um a bater nesse saco de pancada que é o deputado.”
      Nisso eu concordo 100%, Bolsonaro tem que mandar processos e denuncias tanto quanto fazem com ele. Porque ninguém da direita busca batalhas judiciais, apenas se defendem?

    • Sinceramente, rapaz? Você é só um gay histérico. Desculpe, mas você não consegue nem se controlar quando fala do Bolsonaro. E ainda apóia outro enrustido sem vergonha, que é esse RA. Pura frescura isso.

      • “Sinceramente, você é só um gay histérico”

        1- Sinceramente, o que minha vida sexual tem a ver com o assunto? Achei que orientação sexual fosse PESSOAL, que interessasse só a mim, mas você está preocupado com a minha. Por que? Aguardo resposta.

        2- Você provavelmente deve se considerar um sujeito não-doutrinado e que pensa por si próprio, correto? Sinto te dizer: você é só um cabeça baixa que está seguindo regras inventadas pela direita true, como boa ovelha que é. A regra de que “quem não gosta do Bolsonaro é gay”.

        Ao fazer isso, você tem tão baixa (quase nula) inteligência que nem nota que só endossa o frame de que Jair Bolsonaro odeia e quer matar gays.

        3- Quanto ao RA, tenho postura cética, diferente da que vocês tem com vosso deus Bolsonaro. Não tenho um deus na Terra, não idolatro pessoas famosas pois não tenho mais 13 anos. Já vocês parecem uma meninada que ainda nem menstruou fãs do McGui que não suportam ouvir alguém falar mal dele.

        E uma coisa que estou muito curioso pra saber é POR QUE A SEXUALIDADE DO RA É TÃO INTERESSANTE PRA VOCÊ? Adoraria que você revelasse o porquê está tão preocupado com quem eu transo e com quem ele transa.

        Você afirma: não idolatrar o Bolsonaro é “pura frescura”. Frescura é ficar toda doída quando falam mal do teu ídolo e querer adivinhar a vida sexual de alguém que você nem conhece, VACILÃO.

  9. Lamentável. Não se pode definir uma pessoa como anti-semita se a mesma jamais fez a apologia do anti-semitismo. É o lado Libelu do vale tudo do Reinaldo.

  10. Muita correta a tua postura de defesa do direito de Bolsonaro de discursar, mesmo sendo um bolsocético. Liberdade de expressão vale para todos, ainda mais se acontece em local privado, como é o caso da Hebraica. A postura de Reinaldo, mais uma vez, foi deplorável. Parece que faz questão de chegar ao fundo do poço, incrível.

    • Não entendi a parte de que por ser um ambiente privado então deveriam aceitar Bolsonaro.

      Imagine que a senhora é dona de uma empresa PRIVADA, tua. O psolista da elite carioca Marcelo Frouxo, queridinho dos globais, decide que quer fazer uma palestra na tua empresa. A senhora, como dona, recusa – por não gostar dele, não gostar da ideologia… recusa.

      Aí aparecem os fãs do Frouxo dizendo que liberdade de expressão é um direito e já que a tua empresa é PRIVADA este direito precisa ser mantido, então, vão te obrigar ao Marcelo Frouxo palestrar na tua empresa.

      Quem está sendo tirano? A senhora ou os fãs do Frouxo que querem colocar dentro da tua empresa, do teu ambiente privado, uma pessoa que não é bem vinda ali?

      Bolsonaro que vá palestrar onde querem escutar o português terrível dele e ouvi-lo convocar multidões para exterminarem minorias e implatarem uma ditadura cristã. Não em ambiente onde não é bem vindo. Aonde o direito dos bolsonetes é maior do que o direito de escolha da Hebraica?

      • A questão é que Bolsonaro já havia sido convidado, e foi posteriormente ”desconvidado” por pressões de esquerdistas. Então, o que temos aqui é uma entidade privada sendo assediada por um radicais raivosos.
        Porém não espero que um mentiroso e desinformador como o senhor entenda tal coisa…

      • Pelo que entendi foi isso que aconteceu: a Hebraica só desconvidou depois das polêmicas que surgiram. Ora, proibir uma entidade privada de dirigir os seus negócios , é um despropósito total. É intimidação das brabas, que só acontece em regimes totalitários.

      • Na verdade não houve “desconvite” pois nem sequer houve convite, houve apenas a pretensão de convidá-lo mas antes do convite já ocorreu a pressão.

        O número de MEMBROS DA HEBRAICA que repudiaram o convite ao Bolsonaro foi bem superior ao número que queria ele por lá.

        Concordo com a Hebraica de manter longe de lá um sujeito que desrespeita a religião deles e desrespeita seres humanos.

        Concordaria e muito também caso rejeitassem um Marcelo Frouxo ou uma Luciana Genro que também desrespeitam religiões e seres humanos. São sanguinários e estadistas igual ao deputado saco de pancada.

        E mais acima o bolsonete me chama de mentiroso, simplesmente por eu não gostar do ídolo dele… a essas alturas não me surpreende pois já notei como funciona pra vocês, tem que bajular Bolsonaro ou então ser jogado à fogueira.

  11. Eu fui um admirador do trabalho do Reinaldo enquanto estava vigente o governo petista, porém percebi uma guinada muito forte e uma queda brusca na qualidade dos textos deles. Guinada no sentido de que antes do impeachment, os textos deles eram mais sóbrios. Após, a argumentação dele se tornou excessivamente rude e violenta. Basta ver que o termo “direita xucra” é horrível, e acho que não deveria ser endossada por ninguém. Direita xucra no contexto do Reinaldo se refere unicamente a todos não-esquerdistas que discordam dele, não existe nada de ideologia por tras deste termo, apenas intolerância ao contraditório.

    Junte então essa violência com a prepotência dele vinda do programa de rádio. O exemplo clássico é o video dele contra Joice Hasselman. Ignore as questões de conflito, apenas foque em uma pessoa que diz algo como: “Como assim Joice e Reinaldo? É Reinaldo e Joice, vê se te enxerga”. Independente do conteúdo violento, aí está uma arrogância que é bastante dificil de engolir.

    Não menos repugnante, acho que é terrível o quanto o Reinaldo baseia suas posições na desinformação. O caso mais gritante para mim foi quando o Reinaldo defendeu o habeas corpus do Paulo Bernando emitido por Toffoli. Ele entrou no mérito e concluiu que está corretíssimo. Ocorre que ele omitiu que não cabia a Toffoli tratar desse assunto, bastaria uma checada nos sites para se informar que o Toffoli forçou a barra para liberar o petista.

    Além desse caso, vem os inúmeros “argumentos” de Reinaldo contra a Lava Jato que realmente me enfurecem de todos os jeitos. Até agora, toda a argumentação se baseia em uma capenga “defesa do estado democrático de direito”, que acho que não necessita muito esforço para ser destruida, mas tanto faz, democraticamente eu decidi parar de o ler, e não sinto falta. Excetuando a pessima qualidade dos textos dele atualmente, acho que a agilidade do mundo atual já não comporta um camarada colocando um muro de texto sobre um único assunto, devidamente selecionado para a agenda dele. Prefiro textos curtos e rápido, mas que abordem sem vinculo a uma agenda o que de fato está ocorrendo no Brasil.

  12. O que o Bolsonaro falou era a narrativa dele contra a do PT. Reparem que o Reinaldo se volta sutilmente para a defesa dos homossexuais e da Maria do Rosario que também defende o homossexualismo. Alguém já rotulou o Reinaldo de “viado enrustido”. Para o Reinaldo, o Bolsonaro seria o macho que veio botar ordem na casa. O Reinaldo já sugeriu a cassação e até a prisão do Bolsonaro. Nada justifica o ataque tão virulento ao Bolsonaro a não ser que…

      • Eita, agora é a sexualidade do Reinaldo Azevedo que está na roda?

        A vida dos bolsonetes deve ser bem desinteressante pra estarem preocupados com quem um senhor de quase 60 anos transa.

        E ainda insistem que sexualidade é assunto pessoal de cada um e que não deve ser tratado fora de casa… a não ser quando ELES querem discutir, fantasiar e julgar a dos outros, é claro.

      • A Disney fez animação com dois garotos se beijando. É meia dúzia de gay em Hollywood tentando impor sua vontade. Já ouviu sobre a kit gay? Aquela cartilha que ensinava a crianças e adolescentes a serem prostitutos e prostitutas. Foi introduzida nas escolas pelo seu companheiro, o comuno-petista Fernando Haddad. Pedofilia está na ordem do dia. Não tem moral, não tem escrúpulos.
        Sexualidade é assunto pessoal quando é conveniente para vocês.
        O Bolsonaro só tentou botar um pouco de ordem na casa. O seu homem de 60 foi contra. Estranho, né?

      • Quem tem um “homem” não sou eu e sim VOCÊ, e o nome do infeliz é Jair Bolsonaro. É teu macho, que você idolatra como se fosse Cristo. Parece uma menina que ainda nem usa sutiã apaixonada pelo Justin Bieber e dando chilique que o coleguinha de escola falou mal dele.

        Comigo não tem essa de “seu companheiro”, “seu homem”, pois não me ajoelho diante de seres humanos. Já vocês, louvam e rezam pra foto de um deputado saco de pancada que é pró-ASSASSINATO de inocentes.

        Fico imaginando se ocorresse aquilo que ele fala na entrevista: ele ser presidente, ordenar que 30 mil brasileiros sejam ASSASSINADOS, e nesses 30 mil morrerem parentes de vocês. Bolsonaro já disse qual seria a posição dele: “Morreram inocentes? Tudo bem, acontece”. Queria ver a cara de idiota que vocês iam ficar por terem um parente assassinado pelo deputado que idolatram!

        Você, pra se defender, pega um kit escroto feito por outra pessoa e fala que eu quem o fiz! Tá tentando disfarçar a vergonha que tá passando? Não deu certo:

        TODOS já viram que você está MUITO preocupado com as transas de um senhor de 60 anos. E isso, pra um “homem” (?) adulto que você deve ser, é completamente ridículo.

      • Já que você não entendeu ou faz de conta que não entendeu porque, como todo esquerdista histérico, psicopata ou mimadinho, vive numa bolha e tem chilique quando é contrariado, esse tipo de reação é típico de mulher ou aqueles conhecidos popularmente como “bicha louca”. Para não entrar na mesma baixaria que fez contra a Joice e , outras vezes, contra o Bolsonaro, tentou ser mais moderado. Não adianta. Qualquer um se dá conta, menos um esquerdista que vê o mundo às avessas. Não passa de um hipócrita que se esconde atrás da democracia e do estado de direito. Este post, inclusive, trata sobre isso.

      • “Esse tipo de reação é típico de mulher”

        Então você considera mulher uma coisa OFENSIVA? Um xingamento?

        Você provavelmente não tem esposa pois anda muito preocupado com a vida sexual dos outros, mas com certeza tem mãe. O que ela acharia se soubesse que você fica publicando na internet que ser mulher é motivo de vergonha?

        “…ou aqueles conhecidos popularmente como bicha louca”

        Claro, pois quem não ajoelha diante do Bolsonaro só pode ser “bicha louca” né? E se por acaso eu quisesse ser bicha louca, você tá preocupado comigo por quê?

        Ficar falando mal de mulher na internet, dizendo “essa reação é típica de mulher”, é meio estranho, coisa de quem gosta MUITO de homens, hein? Já sei até qual é teu favorito!

        Quanto ao RA: cagou no ataque à Joice, no caso da Hebraica acertou. Não sou fanboy mas não sou hater. Já saí da adolescência. Você, mesmo sendo marmanjo, certamente não.

    • Oposição controlada é assim mesmo. O que mais ele se orgulha é de seu passado Trotskysta, basicamente um neoconservador brasileiro. Só pela fisionomia de rato dele já da para perceber que ele não é confiavel kkkkk

  13. Jamais imaginei ver alguém que se diz “judeu” defender muçulmanos em uma falácia do espantalho para censurar alguém!!
    Mas é verdade, veja o que eles escreveram contra Bolsonaro.
    Vejam a frase: ”
    “…Como e para quê dialogar com quem fecha as portas para o próprio diálogo? Alguém que utiliza contra os MUÇULMANOS a mesma argumentação rasa e distorcida que também usaram contra nós…”!
    Sério isso? É irreal descobrir o que o fulano extrema-esquerdista que se diz judeu escreveu isto, que apoia o multiculturalismo islâmico, como assim? Nenhum judeu pode sequer adentrar como turista 16 países islâmicos, e o tal fulano, que se diz judeu, escreve esta exaltação ao islamismo fundamentalista?!!!
    Quando um esquerdista desce para a baixaria, eles vão as raias do absurdo feito um judeu suicida.

    Segue o link, e o texto mais absurdo que já li, no sétimo parágrafo: http://www.pinat.com.br/?p=349

Deixe uma resposta