Ultraesquerdista diz que assassinatos de Francis Underwood seriam "mais nobres" se fossem por causas de esquerda

3
80

Estava aqui olhando o Facebook de alguns ultraesquerdistas e eis que encontro isso no Facebook de Pablo Ortellado:

O “House of Cards” inglês é muito mais perturbador que o americano e, por isso, muito melhor. A diferença é que o Francis Underwood (americano) é um carreirista sem projeto político ao passo que o Francis Urquhart (inglês) é um tory autêntico que, uma vez no poder, quer reduzir o tamanho do Estado e fomentar o empreendedorismo e a iniciativa privada. Quando a série foi adaptada para o contexto americano e o Francis foi convertido num democrata, a adaptação deveria também tê-lo feito um defensor dos valores liberais. Na versão americana talvez ele pudesse ter o plano de prover assistência médica universal ou de reduzir a violência policial. Se a adaptação tivesse sido consistente, dessa maneira, os assassinatos e trapaças que ele faz teriam outro sentido, “mais nobre”, de estarem a serviço de uma causa — talvez até de uma boa causa. Mas quando a adaptação americana o converte num carreirista sem projeto que improvisa uma reforma educacional sem substância ou lança um programa de emprego na contramão da tradição liberal, apenas para se promover ou forjar uma marca, a condenação dos métodos próprios da política fica fácil e a reflexão sobre o velho problema maquiaveliano se transforma em antipolítica, na saída simples da “política é suja” ou do “todo poder corrompe”.

Isso é ou não uma confissão de que para essa gente vale tudo (incluindo trapaças e assassinatos) em nome de projetos de poder que eles vendem como se fossem virtuosos?

Creio que não cabe outra interpretação…

pablo ortellado

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Esse pilantra é velho conhecido de quem acompanha internet. Militava naquela bosta de Centro de Mídia Independente, antro de comunistas e doentes mentais socialistas, e defendia o tempo todo a morte de adversários ideológicos. Tanto fez que acabou virando funcionário público e milita na USP leste. Ou seja, mais lixo vermelho pago com o nosso dinheiro. É um marginal.

  2. Me assusta, pessoas de extrema-esquerda são psicopatas ambulantes, sedentos por sangue para satisfazer seus caprichos.
    É assustador ver que não estão nem escondendo mais seus desejos.
    Pessoas dessa laia são como os terroristas soltos, que a qualquer momento podem explodir e matar várias pessoas.

Deixe uma resposta