Relembre o papelão de Reinaldo Azevedo e Caio Blinder ao usar o truque do laudo da fragilidade adversária

6
150

Um dos principais métodos da guerra política é o laudo da fragilidade adversária. O truque é simples: dizer que o seu adversário está caindo pelas tabelas. O truque se origina do herding effect (efeito manada). Psicologicamente, o ser humano tem medo de estar no “time perdedor”. Assim, emitir laudos dizendo que “o adversário está frágil” (mesmo que você não acredite em nenhuma de suas próprias palavras) é parte deste truque.

Funciona assim: imagine que existem duas tribos em guerra. A partir do momento em que os habitantes de uma das tribos se convencem de que ela “inevitavelmente vai perder” para a outra tribo, começam a surgir rumores como: “Será que eles não nos aceitam nessa outra tribo?”. Quem sabe até os habitantes desta tribo que acredita que vai perder se convençam a trair seus líderes para já ajudar os trabalhos de incorporação à outra, que deveria (ao menos em percepção) vencer.

Este blog não acredita que o jogo em si é ruim. Ao contrário, defendo que todos joguem, principalmente por parte da direita, que quase sempre apanha ao ver seus adversários de esquerda jogarem. Mas até quando se joga o jogo de “emissão de laudo da fragilidade adversária” é preciso tomar cuidado, pois cada vez mais as pessoas podem não cair no truque. Pior: quando o laudo é demonstrado como falso posteriormente, é possível esmagar a reputação de quem o emitiu.

Veja abaixo, então, como o “laudo da fragilidade adversária” foi emitido, no caso da dupla Reinaldo Azevedo e Caio Blinder contra Trump:

Anúncios

6 COMMENTS

  1. O Caio nadou o oceano de norte a sul já que a Hillary perdeu? Essa classe de jornalistas que vivem em uma bolha me da nojo, não da pra confia em uma palavra do que eles dizem (e isso inclui os temas de fraude eleitoral, pesquisas eleitorais e o fato de Dilma ter se reelegido sem fraude).

  2. Jornalistas como como Mainardi, Sabino, Azevedo, Vila, Nunes, Ucho, dentre outros, são esquerdistas. Consideram que o PT é o lixo da esquerda e muitos deles foram perseguidos, então, tinham motivos pessoais para combater o PT. Constantino acabou de publicar um artigo interessante. A candidatura do Trump foi um divisor de águas, caiu a máscara de todos eles. A dupla do Antagonista até agora não se conforma. Também, depois daquele papelão…
    “O teor de imponderabilidade da situação política nos Estados Unidos aumenta quase que diariamente” escreveu Vilma Gryzinski da Veja na sua desesperada tentativa de derrubar o Trump. Ela se acha poderosa o suficiente para derrubar um presidente norteamericano que, para piorar (para ela), tem maioria no Congresso, no Senado e no número de governadores. De repente pode achar que juntando umas dezenas de femini-nazis na frente da Casa Branca consegue convencer o Trump a renunciar.
    Conclui-se que a esquerda norteamericana tinha planos maquiavélicos desmontados com a eleição do Trump.
    A esquerda é a única corrente política e ideológica que adota a mentira como método. Mente o tempo todo e quem mente tem as piores intenções. Descobrir que esses “intelectuais” estavam a serviço da esquerda globalista foi chocante.

  3. O fato de alguém ainda levar a sério um troll idiota como o Blinder – cujo maior feito é ser jornalista em NY e falar bosta – e o RA, fantoche histérico e enrustido do PSDB, diz muito do estado mental de inúmeros brasileiros.

  4. E eu ainda me lembro bem quando o RA fingia que tinha discordâncias do Troll babaca, e ele ficavam trocando farpas em seus blogs na Veja. Depois, o patrão mandou calarem a boca, e eles ficam agora com essa frescura enrustida.

  5. Faço votos que lentamente você se convença de que RA está longe de ser direita. Muitos outros já pularam fora dessa canoa furada. Sei que você tem motivos para desprezar boa parte da direita atacada pelo Reinaldo, e motivos muito bons. Mas acredite: é mera coincidência que a “direita xucra” dele seja em parte a sua “direita true”. O conceito de “direita xucra” se refere a todos que podem atrapalhar os planos do PMDB e PSDB. Em breve você terá provas disso, pois o único motivo dele considerar como “direita não xucra” uma parte dos liberais é porque eles nem apoiam o Bolsonaro e concentram os ataques muito mais na esquerda petista do que no atual governo. Espere só até aparecer um candidato liberal desvinculado desses partidos, e ele fará exatamente o que fez com o Bolsonaro e antes dela com a Marina Silva.

    Reinaldo já defendeu pautas estatistas, como aumento de impostos, cerceamento da liberdade de expressão e desarmamento. Logo os exemplos de multiplicarão. O tempo dirá.

Deixe uma resposta