Greve geral de Gleisi é fracasso absoluto em todos os lugares

3
129

Empresas de todo tipo que dependem tanto do trabalho feminino como do trabalho masculino hoje não sofreram qualquer impacto. Quem tinha projetos pendentes de entrega (e mulheres envolvidas nesses projetos) não sofreu atrasos por este motivo, mesmo que a senadora de extrema-esquerda Gleisi Hoffmann tenha convocado na segunda (6) uma “greve geral das mulheres”.

Ela disse: “Esse ano, o dia 8 de março será um dia de greve. Faremos greves nas escolas, em nossas casas, nas atividades domésticas, na área de trabalho, iremos fazer bloqueio de estradas, marchas e, inclusive, abstenção sexual. As mulheres vão parar por um dia, como aconteceu na Finlândia. Esse é um movimento internacional. Na Finlândia, as mulheres precisaram parar para que fossem vistas na sociedade, senão a sociedade não nos vê. Aliás, isso já aconteceu diversas vezes nessa casa, em várias discussões ”.

Pura palhaçada. Como nos demais dias, hoje trabalho. Teve respeito mútuo entre homens e mulheres. Vida normal. Aliás, é uma baita objetificação das mulheres colocar o sexo como “barganha” em protestos. As feministas que forem honestas não deveriam nunca mais perdoar Gleisi por tal ofensa.

Ainda quanto à greve de sexo, cabe à Gleisi deixar o Sr. Paulo Bernardo na mão. Mas nos demais lares, ninguém lhe  deu ou dará ouvidos. A conclamação de Gleisi foi deprimente, mas o resultado conseguiu ser bem pior que isso.

Anúncios

3 COMMENTS

Deixe uma resposta