Despaternalizando a análise sobre Luciana Genro: como adultos de direita deveriam tratar o socialismo

14
82

Após a atitude vergonhosa do PSOL – deletando conteúdo favorável à ditadura de Nicolas Maduro, após o golpe de estado de ontem na Venezuela -, Luciana Genro se tornou alvo de diversas críticas.

Uma delas está no meme abaixo:

meme1

O meme, infelizmente, é paternal, recusando-se a ver Luciana Genro como ela é, além de adicionar uma ilusória “crença dotada de boas intenções” na mente da adversária.

Se formos “despaternalizar” esse meme, poderíamos tê-lo da seguinte forma:

meme2

Viram a diferença total?

Podemos até dizer que a frase mais repugnante do dia é: “O socialismo não funcionou na Venezuela”. Na verdade, o socialismo funcionou a contento, e por isso os venezuelanos estão apenas no início de sua trilha de horrores. Não seria revoltante ouvir gente dizendo que “a sedução fracassou” no evento em que um estuprador é preso após ser pego cometendo seu crime?

Em tempo, a tese da crítica ao direitismo paternalista aborda os seguintes pontos, especificamente em relação à visualização do inimigo:

  • Direitismo paternalista – Toda forma de pensamento de direita (liberal ou conservadora) que, em vez de ver o oponente como ele é, adota uma visão condescendente e caridosa sobre o inimigo. Esse mindset faz com que o paternalista não veja a política mais como uma questão de conflito de interesse, mas de conflito de entendimento.
  • Fé Cega na Crença – Padrão de pensamento de direita que, mesmo duvidando do socialismo (ou de outros perfis de esquerdismo), acredita nas alegações de crença dos socialistas. O paternalismo de direita tem origem na fé cega na crença.
  • Crença no Discurso – Sustentáculo principal da fé cega na crença, crença no discurso tende a focar nas alegações feitas por uma parte oponente, em vez de observar o comportamento. Lenin já dizia que a crença no discurso, por si só, inviabiliza a ação política real.
  • Segundo padrão do fraudador – Um fraudador possui dois modos de operação: (1) aquele no qual ele pratica a fraude e se dá bem, (2) aquele no qual ele é descoberto fraudando, mas convence os outros de ter “cometido um erro” e não uma fraude intencional. Ele adoraria viver apenas operando pelo padrão (1), mas sempre tem o padrão (2) em sua manga, quando ele é descoberto. A crença no discurso dá ao fraudador o benefício da execução do padrão (2). Assim sendo, o direitismo paternalista não é um esquerdista por completo, mas às vezes chega a ser um esquerdista de segunda mão.

Vale notar alguns travamentos para o paternalismo:

  1. Devemos priorizar a prisão de um estuprador que tenha fracassado ou tido sucesso na intenção de estuprar sua vítima?
  2. Devemos priorizar a prisão de um assaltante que tenha fracassado ou tido sucesso na intenção de assaltar sua vítima?
  3. Devemos priorizar o combate aos socialistas que tenham fracassado ou tido sucesso na intenção de implementar o socialismo?

A resposta atenciosa a essas três questões nos mostrará que não faz sentido dizer que “o socialismo fracassou” na Venezuela. Ao contrário: ontem o socialismo alcançou seu maior nível de sucesso naquele país. Por isso, estamos denunciando mais fortemente essa barbárie.

Em suma, precisamos abandonar o mito de que “o socialismo não funcionou” na Venezuela. Infelizmente, funcionou em sua plenitude.

Anúncios

14 COMMENTS

  1. Sem duvidas… essa mulher é RICA, seu pai é RICO, e ela depende do STATUS QUO, e o STATUS QUO é “MAIS ESTADO, MENOS MERCADO”, pois MAIS ESTADO necessariamente beneficia ela e seus CUmpanheiros.

    Friedman ja alertava que os politicos sabem que o livre mercado diminui a força dos politicos, por isso os politicos na grande maioria sao contra o livre mercado.

  2. Se hoje em dia existisse um país imperialista que quisesse invadir países comunistas para democratizá-los ai poderia se entender se o socialismo no país deu certo ou não. Se o pais conseguir se defender ou até mesmo expandir, ele ta no caminho certo, mas se perder a guerra em 2 dias ta lascado. Talvez o socialismo tenha dado certo em exercer sua influencia em países capitalistas como EUA e Europa ocidental, pois estes estão corrompidos ate a ponta dos dedos

    • Ué, se existem países socialistas, então o socialismo deu, sim, certo: o crime foi consolidado e o povo escravizado. Agora, o socialismo como sistema econômico viável, isso é uma falácia absurda. Mises já havia refutado essa fantasia já em 1920.

      http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1915

      Na segunda parte do parágrafo, vc está certo. O capitalismo venceu de barbada a guerra econômica, mas perdeu de igual margem a guerra cultural. O resultado disso, é que temos pessoas vivendo no melhor sistema que o homem conseguiu criar (capitalismo) e votam em políticos que pregam inferno e escravidão (socialismo).

      • Se o capitalismo é o melhor, valha-me Deus pois 90% das guerras são originárias desse sistema…Vide guerra de secessão, primeira e segunda guerras e por aí vai…E quanto ao comunismo promover escravidão do trabalhador melhor perguntar aos negros americanos e sul- africanos o que eles acham….Similarmente, os chineses podem ser equiparados a escravos mas não se sabe ao certo qual sistema econômico predomina na China…O Brasil segue o mesmo caminho por ser uma pseudo democracia é um pseudo capitalismo onde os trabalhadores, classe média incluída, não colhem os benefícios do sistema, só seus malefícios… Suí
        Generis a jabuticaba aqui…

      • Bastantes pontos equivocados, aqui. Primeiro: Cite um exemplo de guerra que foi criado pelo google, apple, coca-cola e afins. Não tem, né? É porque empresas não criam guerras. Quem cria guerras são governos. Impostos são os motivos. Não lucros. Quer falar de nazismo? Ok! Comece recitando o nome completo do partido de Hitler, cujo apelido era “Partido Nazista”. Esqueceu? Eu te ajudo. Partido Nacional SOCIALISTA dos Trabalhadores Alemães. Isso te lembra alguma coisa? Sim, sim. Hitler era SOCIALISTA, amigo! Inclusive ele instalou o SOCIALISMO na Alemanha O-CI-DEN-TAL por alguns meses. É que vc ainda não foi informado sobre o que é o fascismo. Ele é, sim, de políticas econômicas extremamente estatizantes. É o último passo antes da instalação do socialismo. Caso tenha curiosidade, o Brasil de Dilma era fascista. Apenas faltou a parte ditatorial. Chegamos perto. A Venezuela chegou em vias de fato.
        Outro ponto: Vc quer mesmo que eu pergunte para negros americanos se eles querem trocar de lugar com negros cubanos ou norte-coreanos????? Essa pergunta chega a ser absurda. Mas perguntar o contrário não é absurdo, ou os negros cubanos não arriscariam a vida tentando fugir da ilha (esqueceu que é proibido fugir das prisões?). Guerra de secessão? Vc acha que os negros ficaram ofendidos com o resultado dela? Ai.

  3. Realmente o socialismo como mostrado é um horror mas céticamente falta mostrar a primeira e segunda guerras, puramente de direita ou Hitler. Mussolini e Hiroito eram de esquerda? Céticamente ou cegamente?

    • Dizer que Hitler e Mussolini eram de direita chega a ser insano. Eles eram fascistas. Fascismo é de esquerda. Ou você vai tentar dizer que alguém do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães é liberal???????

      • Moreira, vai fazer como o Moreira da Silva e vira sambista…você não entende nada e seu comentário me deu até vergonha…não dá para responder…você deve ter dificuldade para dirigir pois dá seta para esquerda e entra à direita…tá louco…

  4. Também está sendo divulgada propaganda do PC do B mostrando um cartaz rasgado ao meio com a palavra FUTURO.
    E no vídeo aparece o cartaz recomposto como se eles fizessem isso.
    Mas quem sempre rasgou a palavra FUTURO, além de outras, e procura eliminar de DICIONÁRIOS são os socialistas.

  5. Eu acho que o primeiro MEME deveria ser mantido, mas deveria ser colocado um segundo dizendo com o título: A realidade e nos três quadrinhos deveriam estar escrito, este é o socialismo real e no último sim, deveria estar escrito, DETURPARAM Marx! rss

Deixe uma resposta