Com possível recuo no golpe de Estado da Venezuela, PSOL vai repostar os posts deletados?

3
137

Na semana passada todos ficaram sabendo que a Venezuela vive uma ditadura, inclusive aqueles que fingiam não saber. A Suprema Corte, controlada por Maduro, aplicou um golpe de Estado definitivo e retirou os poderes do parlamento, oficializando aquilo que todos já sabiam que acontecia: a tirania déspota de um socialista perverso.

Quase de imediato, o site oficial do PSOL removeu textos mais antigos nos quais defendia o ditador. Jean Wyllys, em sua página oficial, publicou um texto “criticando o golpe” na Venezuela, fingindo que até semana passada o país vivia uma democracia. Luciana Genro, por sua vez, já sacou de seu deck a carta do “deturparam o socialismo”, alegando que Maduro não deu continuidade ao “legítimo processo popular” de Hugo Chávez.

Tudo teatrinho, obviamente. Todos sabem que a Venezuela já era uma ditadura desde os tempos de Chávez, e Maduro apenas deu continuidade ao projeto socialista. A Venezuela não se tornou uma ditadura na semana passada, ela já era uma ditadura há anos. O PSOL apoiou assim mesmo.

Eis que agora, aparentemente, Maduro recuou. Por pressão interna e externa, ele “conversou com Supremo”, e parece querer revogar a decisão para restituir os poderes ao parlamento. Claro que na prática tudo continuará igual, porque o governo venezuelano é uma ditadura e Maduro é um ditador. Contudo, cabe questionar: Será que a turma do PSOL vai recuar do recuo e republicar os textos que foram deletados do site?

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Ainda antes de 2010, quando o socialismo estava em seu “auge” na América Latina e a esquerda rasgava elogios para a Argentina e principalmente à Venezuela, o Hugo Chavéz já havia fechado o Congresso com a pressão dos grupos sociais que o PSUV controla para impedir seu Impeachment umas 3 vezes. Depois qua a poeira abaixava, ele reabria para fingir que estava tudo bem por lá.
    A Venezuela já era uma ditadura com os três poderes nas mãos do Chavéz faz pelo menos uns 15 anos. Mas agora que o país faliu completamente e o fracasso socialista está demasiado evidente, a esquerda finge que é “democrática” e que não concorda com o que acontece na Venezuela.
    Se o site puder, seria uma ótima ideia colher informações antes de 2010 sobre isso que eu falei.
    http://www.vermelho.org.br/noticia/237785-7

Deixe uma resposta