Por que doutrinadores se sentem "intimidados" com visitas às salas de aula?

2
96

E, enfim, chegamos à uma polarização absolutamente necessária.

A extrema-esquerda resolveu comprar a briga com Fernando Holiday em razão de visitas feitas por ele à salas de aula para investigar a doutrinação escolar, o que é um direito não só dos políticos, como de todo e qualquer cidadão.

Em razão disso, a extrema-esquerda se aliou ao secretário de educação de João Doria, Alexandre Schneider, para fazer o teatrinho de dizer que “Holiday intimidou os professores”.

Mas a questão é totalmente outra: por que os doutrinadores se sentem “intimidados” com visitas às salas de aula?

Conheça qualquer profissional que se orgulhe do serviço que presta. Ele não se sente intimidado quando outras pessoas vão visitá-lo no trabalho. Ele deveria se sentir orgulhoso, a não ser que esteja fazendo algo muito estranho dentro dessas salas de aulas fechadas com os alunos?

O frame já pode subir o tom: quem se declarou “intimidado” com as visitas de Holiday deve explicar os motivos para se sentirem intimidados. Se não fazem nada de errado, não possuem motivo algum para se sentirem intimidados.

Veja o vídeo de Holiday:

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Que ironia da vida. Esquerdalhada que usa e abusa do polticamente correto, em especial às custas de negros, jovens, pobres e gays, tendo que se virar nos trinta com UM opositor que é negro de origem humilde, jovem e… gay!!! kkkkkk… A vida dá suas voltas.

Deixe uma resposta