Globo admite o óbvio: privatizar é a arma mais eficaz contra a corrupção

2
203

Eu me lembro de uma vez em que era transportado num Uber quando conversava com o motorista sobre privatização. Ele reclamou da venda das teles, dizendo que foram vendidas a preço de banana. Eu o questionei: “Qual era o preço justo?”. Ele não conseguiu responder. E por aí caminham todas as argumentações anti-privatização. Sempre são falaciosas.

Recentemente, a direita true resolveu adotar uma pauta anti-privatização unicamente porque Flavio Bolsonaro ficou contra a privatização da CEDAE – com o argumento de que “não era o melhor negócio”, ou seja, a farofa estatizante de sempre -, além de continuamente serem apontados os discursos de Jair Bolsonaro criticando as privatizações do tempo de FHC.

A narrativa que se cria a partir daí é bem simples, com pontos tais como:

  • Basta vencer a guerra cultural, que não precisamos nos preocupar com as estatais nas mãos da extrema-esquerda
  • Se as estatais forem vendidas, os globalistas vão dar dinheiro para a esquerda do mesmo jeito, então privatizar “não faz diferença”

Em suma, é só besteira, pois a ideia de “lutar a luta cultural” e ao mesmo tempo deixar as estatais nas mãos da extrema-esquerda é uma das maiores tolices possíveis. Ora, a luta cultural é alimentada por recursos. As estatais darão todos os recursos que a extrema-esquerda precisará.

O fato é que não existe nenhuma “luta cultural” efetiva se ela não estiver sincronizada com uma disputa pelo poder. Alias, a ideia de “lutar a luta cultural” e ao mesmo tempo deixar as estatais nas mãos da extrema-esquerda é uma das maiores tolices possíveis. Simples: a luta cultural é alimentada por recursos. As estatais darão todos os recursos que a extrema-esquerda precisará. O fato é que não existe nenhuma “luta cultural” efetiva se ela não estiver sincronizada com uma disputa pelo poder.

O segundo argumento é baseado naquela já famosa narrativa de ficar contra as privatizações, dizendo que se as empresas se tornarem privadas, elas passarão a financiar a esquerda do mesmo jeito. Porém, essas empresas nas mãos do estado já financiam a extrema-esquerda e em volume muito maior. Assim, é um discurso falacioso dizer que “não fará diferença” privatizar.

O editorial do Globo, por sua vez, ajuda a quebrar essa bolha e detona a extrema-esquerda – que odeia a privatização, por querer os recursos das estatais – e aquela parte da direita true que também está se posicionando contra as privatizações só para se adequarem ao discurso tecnocrático de Jair Bolsonaro.

O texto, citado pela página Caneta Desesquerdizadora, mostrar como privatizar é a mais eficiente arma anticorrupção:

17629660_403390996711510_4016925329960093336_n

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Se a mídia extrema esquerda ta dizendo que é melhor privatizar, então é melhor desconfiar das suas boas intenções não é mesmo?

    “Em suma, é só besteira, pois a ideia de “lutar a luta cultural” e ao mesmo tempo deixar as estatais nas mãos da extrema-esquerda é uma das maiores tolices possíveis. Ora, a luta cultural é alimentada por recursos. As estatais darão todos os recursos que a extrema-esquerda precisará.”

    E quais são os recursos da direita? Porque a direita não pega os recursos das estatais para alimentar seu projeto de poder? Não tem projeto de poder? Talvez seja por isso que Lula está na frente nas intenções de voto(e sem previsão de ir para a cadeia)… O povo respeita os ambiciosos, e não a “direita pragmática” que quer privatizar e torcer para que as privatizadas não tenham um projeto de poder totalitário de viés esquerdista (claro que eles tem, só os lolbertarios não enxergam).

    “Porém, essas empresas nas mãos do estado já financiam a extrema-esquerda e em volume muito maior. Assim, é um discurso falacioso dizer que “não fará diferença” privatizar.”

    Na verdade seu argumento é basicamente “se correr o bicho pega e se ficar o bicho come.” Porque as estatais financiam a extrema esquerda hj em dia, pensei que Temer fosse de direita(ao menos nesse site).

    “O texto, citado pela página Caneta Desesquerdizadora, mostrar como privatizar é a mais eficiente arma anticorrupção”

    Corrige esse “mostrar”, e o trecho do texto só levantou uma hipótese, ele não mostrou nada.

Deixe uma resposta