Surpresa é a surpresa ao ver 21 petistas na lista de Janot

4
151

Na lista de Janot, estão nada mais, nada menos que 21 petistas. É certamente o núcleo político do esquemão de corrupção do Petrolão.

A lista inclui o governador do Acre, Tião Viana, três ex-ministros dos governos Lula e Dilma, quatro senadores e 13 deputados e ex-deputados.
No Senado, estão na mira da Lava Jato os senadores Humberto Costa (PT-PE), Jorge Viana (PT-AC), Lindbergh Farias (PT-RJ) e Paulo Rocha (PT-PA). Deputados com mandato investigados são: Marco Maia (PT-RS), Carlos Zaratini (PT-SP), Décio Lima (PT-SC), Nelson Pelegrini (PT-BA), Maria do Rosário (PT-RS), Vander Loubet (PT-MS), Vicente Paula da Silva, o Vicentinho (PT-SP), Vicente Cândido (PT-SP), Arlindo Chinaglia (PT-SP), Zeca do PT (PT-MS) e Zeca Dirceu (PT-PR).

Só resta saber: quem está surpreso com isso e por qual motivo? Na verdade, esperava-se até que a lista tentasse blindar os petistas, mas parece que não teve jeito. O caldo entornou.

Uma vez que o PT tinha as chaves do cofre, era evidente que gerenciaria o esquemão de corrupção. Nenhum outro partido poderia chegar a tal grau de coordenação por não ter as mesmas condições que o PT para fazê-lo. PMDB e PP só poderiam mesmo ser coadjuvantes no esquema.

Anúncios

4 COMMENTS

  1. Tão surpreso com o que , até toda frota que veio com Cabral já roubava aqui é só a continuidade tão espantados com o que até parece que não sabiam disso , esse é um lugar medíocre que nasceu pra ser isso, não que não exista corrupção em outros países mas temos que convir aqui ultrapassa em muito o sentido de roubo , corrupção .

    • Concordo, todo mundo sabia mas não tinha como provar. Agora a Lava Jato está fazendo esse serviço por nós. Espero que os brasileiros aproveitem essa oportunidade para limpar o país. Se não aproveitarem é porque o país não tem jeito mesmo.

Deixe uma resposta