Lula desce ao esgoto e apela até a Beira Mar e Papa para tentar se justificar

4
156

O jornalista Josias de Souza lembra que “nem o próprio Lula se apega mais ao mito Lula” quando tenta explicar o inexplicável. O ex-presidente já falaria como ex-Lula.

“Nós estamos vivendo uma situação em que todo mundo está com medo. Todo mundo está acovardado. E nós estamos sendo governados por uma operação lá de Curitiba”.

Josias lembra que Lula nem mesmo consegue exaltar mais a própria honestidade. Limita-se a apelar a nomes como Fernandinho Beira-Mar: “Você pega o Fernandinho Beira-Mar, está preso, incomunicável, matou mais de 600 pessoas, chama ele pra fazer uma delação premiada. Ele vai acusar até a mãe dele. […] A delação premiada é uma coisa espontânea. Não é uma coisa sob tortura.”

Só tem um probleminha: as 78 delações foram todas filmadas, sem nenhum indício de qualquer prática de tortura ali.

Lá pelas tantas, Lula tenta apelar ao Papa: “Que a Operação Lava Jato funcione, que ela explore quem fez corrupção, que apure e que prenda as pessoas que roubaram, está tudo correto […] O que não está correto é você paralisar o país por conta de uma investigação. Não está correto. Daqui a pouco, está entrando o papa Francisco nesse negócio. Daqui a pouco acusa todo mundo, todo mundo, todo mundo… E sem provas, apenas porque alguém falou, que ouviu dizer, que não sei das contas.”

É alucinante. Mesmo que possamos criticar o Papa por suas ideias abjetas (e o suporte ao globalismo), ele não está envolvido em tantos escândalos de corrupção e nem é o alvo principal das principais delações da Lava Jato.

Quer dizer, Lula não respeita ninguém. É a descida definitiva ao esgoto de alguém de cuja boca só sai imundície. Nenhum outro investigado da Lava Jato desceu tão baixo.

Anúncios

4 COMMENTS

  1. O Lula não acha que é assassino, traficante, ladrão como o Beira-Mar. A única coisa que diferencia os dois é a cultura, Fernandinho pelo menos gosta de ler e não fala como se fosse um trator atolado na bosta.

Deixe uma resposta