Superbomba de Trump matou pelo menos 36 terroristas do ISIS

4
163

Ao menos 36 terroristas do ILIS foram desta para melhor após Donald Trump ter jogado sobre eles a bomba GBU-43, chamada de “mãe de todas as bombas” por ser o projétil não nuclear mais potente do arsenal americano. A superbomba também destruiu uma importante instalação desse grupo terrorista, informou hoje o Ministério de Defesa afegão. As informações são do Globo.

Um porta-voz do ministério, Muhammad Radmanish, informou que “36 membros de grupos do EI morreram e uma grande quantidade de munição e armas foram destruídas no bombardeio”.

A bomba foi lançada nesta quinta, às às 19h32 (horário local, 12h02 em Brasília), no distrito de Achin, na província oriental de Nangarhar, com a aprovação de Trump. Um importante refúgio e três esconderijos do EI foram destruídos como consequência do impacto. O porta-voz lembrou que o grupo terrorista começou a agir no Afeganistão em 2015 e usava esse esconderijo “para coordenar seus ataques terroristas em diferentes partes da província”, na fronteira com Paquistão. Não houve vítimas civis.

A esquerda pode chorar o quanto quiser, mas Donald Trump está apenas cumprindo uma promessa de campanha. Promessa que o fez ser eleito, diga-se, de passagem. Ele avisou que bombardearia os terroristas do ISIS. Isto é o começo.

Anúncios

4 COMMENTS

  1. Alô! Mister Trump? Eu gostaria de encomendar uma MOAB. Poderia entregar em Brasilia? O Ponto de referência para a entrega é onde tem duas tigelas, uma de boca pra cima e outra de boca pra baixo.

  2. Vibrei com o seu “ato falho”, quando escreveu, ao iniciar o seu texto: “:Ao menos 36 terroristas do ILIS foram desta para melhor após Donald Trump ter jogado sobre eles a bomba GBU-43.

    Pois é, ILIS vem a ser o tal “Instituto Luis Inácio da Silva”. O “ato falho” ficou caracterizado, quando você escreveu, ao final:”Ele avisou que bombardearia os terroristas do ISIS.”(isto prova que você sabia a designação correta; mas o desejo inconsciente o traiu)

Deixe uma resposta