A ONU que veio proteger doutrinadores do Brasil ignorou os massacres de crianças na Síria

7
130

Marcel Van Hattem escreve: “ONU disse condenar Escola Sem Partido, que coíbe assédio ideológico de crianças. Ou seja: ONU protege abusadores de menores em sala de aula. E mais: ao se meter a falar do que não entende no Brasil, ONU perde mais uma chance de se preocupar com a Síria. Shame on you, UN!”.

Concordo em quase tudo, menos com o fato de que a ONU não entende do que está falando. Mentir para proteger doutrinadores de esquerda é uma das especialidades da ONU. Quando a isso, eles sabem do que estão falando. A diferença é que estão mentindo.

De resto, a terminologia de Van Hattem é mais do que adequada: falamos de abuso de crianças em sala de aula. Continuamente, as crianças são submetidas à coação e violência psicológica caso discordem da propaganda.

Lutar para manter essa situação é coisa de quem não tem respeito algum pela humanidade. Bem, isso explica o desprezo da ONU pelas crianças mortas pelas armas químicas de Assad.

Anúncios

7 COMMENTS

    • Eu não tenho problema em ser um “brasileiro americanizado”,desde que os americanos estejam do lado do bem.Essa paranoia da esquerda de atribuir até o 7X1 do Brasil e Alemanha aos EUA é a principal desculpa dos ditadores socialistas para continuar com uma horda de escravos trabalhando para enriquece-lo.

  1. “armas químicas de Assad.”
    Isso é ingenuidade ou fingimento?

    Pior que doutrinação de crianças deve ser a exploração sexual delas por essa classe de professores nojentos.

Deixe uma resposta