Diretor esquerdista de filmes da Marvel quer que um rinoceronte estupre Paul Ryan com o chifre

0
71

O diretor de vários filmes da Marvel – incluindo os dois Avengers -, Joss Whedon, mostrou a tradicional “classe” esquerdista ao sugerir a morte do Líder da Câmara dos EUA, Paul Ryan.

Ele disse: “Violência não resolve nada. Eu apenas quero que um rinoceronte foda até a morte Paul Ryan com o chifre porque isso é engraçado não, porque ele é um republicano”.

Whedon é conhecido por emitir narrativas anti-Trump em favor dos projetos de poder de Obama e Hillary.

Sem demonstrar qualquer ética profissional, ele também chegou a atacar a atriz Nicole Kidman, pois ela sugeriu que os americanos deveriam se unir em apoio ao governo Trump.

Vários leitores rejeitaram o comportamento antisocial de Whedon. Ken Zimmern escreveu: “Escritor e diretor talentoso. Filmes épicos. Julgamento pobre”. Michelle disse: “Pessoas como você são a razão pela qual eu deixei de ser Democrata. Vá atrás de ajuda antes que alguém faça isso por você”. Sarah Quinlan postou: “Isto é mais que desapontador. Você está se comportando como uma criança. Como alguém pode achar que essa é uma declaração adequada?”. Antoine Burke disse: “A vitória de Trump é particularmente deliciosa por isso. O derretimento é belo”.

Whedon até escondeu seu partidarismo fanático até novembro. Mas logo após a vitória de Trump, ele soltou a franga, passandoa comparar Trump a Hitler – na típica prática da falácia Ad Hitlerum – e chegou a estimular os black blocs na tentativa de evitar a posse de Trump.

Whedon disse: “Isso é simples: NÃO PODEMOS deixar Trump cumprir seu mandato. Não é a respeito de 2018. É a respeito de RESPEITO”.

Ele seguiu passou a adotar as famosas (e repetitivas) narrativas já em novembro: “Hackeamento russo. Conluio com FBI. Ele tem o poder. MAS ELE NÃO É BEMVINDO AQUI. Sigam investigando. Sigam protestando. #NEVERtrump“.

Anúncios

Deixe uma resposta