Muçulmanos que estupraram sueca pegam menos que 3 anos de prisão

0
69

A Europa ficou chocada meses atrás com o caso de imigrantes islâmicos que estupraram uma mulher sueca e transmitiram tudo via Facebook Live.

Agora, conforme o The Local, sabemos da sentença: a Justiça sueca condenou Maysam Afshar (do Afeganistão, de 18 anos) a um ano de prisão. Reza Mohammed Ahmadi (também do Afeganistão, de 21 anos) foi sentenciado a dois anos e quatro meses na cadeia. Ambos os violadores ganharam direito de residir na Suécia, que se tornou a capital dos estupros na Europa.

Emil Khodagholi (de 24 anos) foi condenado a seis meses por postar e filmar o vídeo.

A alegação para Afshar receber uma pena menor é por ter apenas 18 anos. Todos os três foram condenados a pagar cerca de $37,000 à vítima, que possui 30 anos.

O que ocorre na Suécia é isso: as mulheres são estupradas, mas, para alem disso, todo o povo está castrado e amputado de toda sua dignidade. Não surpreende que o governo sueco tenha que investir tanto em censura de oponentes.

Anúncios

Deixe uma resposta