Universidade tenta forçar estudante a remover adesivo de Trump de sua janela mas ele resiste

0
65

Funcionários de uma universidade pública no Alabama tentaram forçar um estudante a remover seu adesivo “Trump/Pence 2016” da janela do dormitório, mas ele reagiu, demonstrando que eles não possuem base legal para seu jogo de poder. As informações são do The Blaze.

David Meredith, o estudante da Universidade de South Alabama, foi informado de que o adesivo violada política da universidade. Dylan S. Lloyd disse, em email a Meredith: “A exibição de símbolos políticos viola a política de nossa universidade, e isso inclui janelas de dormitórios”.

Lloyd deu 24 horas a Meredith para atender o pedido. O estudante respondeu em uma linha: “Primeira Emenda”. Lloyd insistiu para que a remoção ocorresse dizendo que ali estava um “prédio federal”. Meredith lembrou que o prédio era parte de uma universidade estadual, não federal, diferentemente do que Lloyd afirmara.

A escola estava movendo uma ação contra Meredith até que a Fundação para Direitos Individuais na Educação enviou uma carta à escola explicando que o aluno republicano estava de acordo com seus direitos previstos na Primeira Emenda de exibir um símbolo político em sua residência.

O diretor de comunicações da universidade, Bob Lowry, confirmou na última sexta que as ações contra Meredith foram retiradas. Ele também anunciou que a universidade amite que não tem o direito de censurá-lo.

“A Universidade de Alabama do Sul e sua liderança estão comprometidas com os princípios da livre expressão, e com a livre e aberta troca de ideias. O incidente em questão resultou de uma falha de entendimento por parte de um membro do comitê de estudantes, que compreendeu erroneamente a política da universidade”.

“Este foi um erro de um indivíduo, e não reflete as políticas e processos da universidade. Os responsáveis foram instruídos com a interpretação adequada e a aplicação da política da universidade, e o estudante envolvido na questão foi informado de nosso erro e que o símbolo que ele exibiu é permitido e pode ser recolocado”.

Anúncios

Deixe uma resposta