Prefeito de Beziers (França) é condenado por criticar alto número de muçulmanos em uma sala de aula

0
58

O prefeito de Beziers (França), Robert Menard, foi condenado de “incitar o ódio” somente por ter dito que a distribuição de 91% de muçulmanos em uma sala de aula é problemático. As informações são do The Blaze.

Ele disse, durante uma entrevista de TV que “em uma das salas de aula em meu distrito, 91% das crianças são muçulmanas. Isso é um problema”. Ele também mencionou que nos anos 70 a coisa era bem diferente.

O juiz disse que Menard reduziu crianças “à sua religião, independentemente do quanto eles possuem nacionalidade francesa ou não a praticam”. Ele foi condenado a pagar 2,000 euros de multa, mas planeja apelar.

O truque dos censores é esse: deixar termos como “ódio” ou “incitação ao ódio’ tão vagos e elásticos para contemplar atos irrelevantes de qualquer um que divirja politicamente do establishment. O estabelecimento de punições autoritárias e arbitrárias deste tipo é apenas parte de um método.

Anúncios

Deixe uma resposta