ONG anti-Soros é fundada para combater censura na Internet

5
90

A ONG Free Our Internet acabou de ser fundada, e tem por meta “expor os esforços dos monopólios do Vale do Silício e a esquerda radical de controlar a Internet”. O objetivo da Free Our Internet é informar os norte-americanos a respeito de como as super-elites da esquerda e suas empresas aliadas estão utilizando metodicamente seus recursos e influência política para acabar com a liberdade de Internet e lançar uma guerra contra a mídia alternativa, afirmaram em um release na segunda (1). As informações são do InfoWars.

A ONG foi fundada por Christie-Lee McNally, diretora de campanha de Donald Trump para o Maine. O objetivo é empoderar indivíduos que apoiem a livre expressão online, proteger a diversidade de ideias e opor ações governamentais que acabam com a abertura e transparência da Internet.

“Por anos, a esquerda e seus aliados empresariais no Vale do Silício lutaram contra a liberdade de Internet, disse McNally: “na verdade, eles trabalham incansavelmente para acabar com a liberdade ao apoiar esforços clandestinos para tornar a Internet menos livre”. Para McNally, a Internet foi tirada do povo americano por Barack OBama.

“Para a esquerda tecnológica, a Internet não tem a ver com abertura e a proteção da diversidade de ideias. Se trata de trabalhar arduamente para controlar a comunicação online, manipular o discurso político americano e promover suas próprias agendas e alimentar seus bolsos”.

“A esquerda política e ativista encontrou uma causa comum junto aos monopólios do Vale do Silício – as companhias que atualmente controlam as plataformas das quais os cidadãos dependem para obter informação e se comunicar com os outros”, ela disse.

Uma das metas da Free Out Internet é atacar diretamente George Soros, a Fundação Ford, e o Google, bem como outros gigantes do Vale do Silício, incluindo Google e Facebook, que sempre deram total apoio as leis de Barack Obama de regulação da Internet, não para promover “privacidade de Internet” ou “Neutralidade de Rede”, mas para dar ao governo o controle da Internet.

Anúncios

5 COMMENTS

    • Porque a expressão sofreu apropriação cultural. O significado original era “dar poder de decisão ao empregado” (era um termo corporativo).

      E é apropriação cultural burra, ainda por cima. Originalmente, era a entidade superior (empresa) que dava poder à entidade inferior (funcionário) para tomar decisões em nome da entidade superior, diminuindo assim os entraves burocráticos da hierarquia.

      Aí veio um movimento que diz que “todos são iguais” e usa esse termo, onde nada é igual.

Deixe uma resposta