União Europeia viola soberania nacional da Polônia ao atacar leis anti-aborto do país

1
106

Na última terça o Conselho das Nações Unidas criticou as novas leis polonesas por suas restrições ao aborto. A Polônia é uma nação basicamente católica.

As Nações Unidas também reclamaram da “atmosfera xenofóbica” que teria resultado em mais crimes contra imigrantes. Porém, nada se falou dos crimes cometidos pelos imigrantes.

A União Europeia está pentelhando a Polônia desde que o partido conservador Lei e Justiça chegou ao poder em 2015 e decidiu fugir dos grilhões globalistas.

É claro que alguém pode não gostar de leis que restringem o aborto enquanto outros podem lutar por leis que o facilitem. Porém, essa é uma questão polonesa. Qualquer interferência nesse tipo de assunto é uma violação de soberania nacional.

Este é o motivo central pelo qual a União Europeia é um risco civilizacional. As Nações Unidas vão pelo mesmo caminho.

Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta