Por que as feministas não vieram defender as esposas de Lula e Mantega?

1
84

Durante seu depoimento a Moro (na última quarta), Lula disse várias e várias vezes que ele “não sabia de nada” em relação ao triplex, a não ser detalhes pontuais. Ele culpou Marisa por toda a negociação.

O resultado foi a vergonha nacional pela qual passou o ex-presidente, exposto em sua monstruosidade por demolir a imagem de uma falecida para tentar (inutilmente) se safar. Não colou.
Agora, em entrevista à Mônica Bergamo, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega adotou estratégia semelhante e se escondeu atrás da esposa.

Ele disse: “Eu não tinha a menor ideia do que se tratava. Estava cuidando da minha mulher [Eliane], que tem um câncer com metástase e faz todos os tratamentos possíveis, com quimioterapia, radioterapia, e que neste dia faria uma cirurgia. Nós tínhamos entrado no hospital às 5h. Eram 7h quando recebo um telefonema da minha casa dizendo que a polícia estava lá. A Eliane estava indo para a sala cirúrgica. Liguei para a minha irmã, “alguém tem que vir aqui ficar com ela.” Eu pensava que seria conduzido para prestar depoimento. Aí me avisaram que era mandado de prisão”.

“Ao meio-dia, o delegado diz “acho que teremos boa notícia. Você vai ser solto”. Havia reação forte, as pessoas estavam indignadas [por Mantega estar preso enquanto a mulher fazia cirurgia]. A Eliane tá nessa luta. Ela toma agora uma quimioterapia muito forte para tentar controlar [o câncer]. A pessoa precisa de apoio moral para não desistir desses remédios” concluiu.

O problema é que essa narrativa já caiu há tempos, pois no dia da sua prisão, a esposa de Mantega não estava fazendo nenhuma cirurgia, e sim uma endoscopia por problemas de gastrite, sem qualquer relação com o câncer, como deixou escapar no mesmo dia Marina Mantega, filha de Guido, numa entrevista à imprensa.

O que se nota aqui é a extrema falta de respeito que tanto Lula como Mantega demonstraram para com suas esposas. No caso de Lula, a coisa é pior, pois ele vilipendiou a imagem de uma falecida. Mas não se pode absolver Mantega pelo que fez.

Enquanto isso, não se ouve um pio dos movimentos feministas, que deveriam estar defendendo as esposas de ambos pela forma como foram instrumentalizadas. Como se observa, as tais feministas “de grelo duro” do PT são bem seletivas.

Nunca foi possível acreditar que de fato elas representassem as mulheres, mas sim interesses partidários disfarçados de uma falsa representação. O silêncio destas feministas diante da forma como Lula e Mantega usaram suas esposas em questões tão graves é apenas mais uma evidência disso.

Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta