A Gleisi que foi eleita indiretamente à presidência do PT pede eleições diretas para ajudar Lula

2
170

A senadora Gleisi Hoffmann entrou em contradição com seu próprio discurso ao ser eleita na tarde deste sábado (3) como nova presidente do PT, em substituição a Rui Falcão, presidente do partido há 6 anos.

Sua eleição é marcada por dois fatores de destaque: é a primeira presidente mulher do partido e já chega ao cargo coberta de acusações, além do fato de ser ré na Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Dos 593 votos, ela recebeu 367. Seu adversário, Lindbergh, ficou com os outros 226 votos. José de Oliveira não teve voto algum. Gleisi foi apoiada por Lula.

Ela disse, sobre o governo atual: “Nós queremos que ele [Temer] seja substituído não por alguém nomeado pela elite do país. Porque aí sim seria o golpe dentro do golpe. Mas um presidente eleito pelo voto popular. Acho que o povo brasileiro está sintonizado com o movimento das diretas.”

Ué, espere. Ela está defendendo eleições diretas antecipadas (e que não estão previstas na Constituição) para dar uma chance de Lula chegar ao poder antes de ser preso e, ao mesmo tempo, é eleita indiretamente no partido.

Com tal nível de duplo padrão, Gleisi é de fato a presidente ideal para um partido incapaz de se apegar à qualquer noção de ética.

Anúncios

2 COMMENTS

Deixe uma resposta