Gagliasso teve que se contentar baixaria no UFC contra Bolsonaro; na Venezuela, poderia liquidar fisicamente o inimigo

34
214

Mais uma instância de fascismo cultural foi vista nesse fim de semana quando o ator ultraesquerdista da Globo, Bruno Gagliasso, decidiu dar baixaria em um evento do UFC.

Ele estava acompanhado de sua esposa, Giovanna Ewbank, e tomou a atitude de sumir do local ao descobrir que se sentaria próximo ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Sua postura antissocial foi alvo de várias críticas nas redes sociais. Em termos de capital político, não rendeu muita coisa que preste para a extrema-esquerda e ainda deixou Bolsonaro em posição de superioridade. É claro: o senso comum não aceita muito bem pessoas que se comportam de forma antissocial.

Porém, a atitude de Gagliasso é apenas um reflexo do fascismo cultural que tem alcançado níveis absurdos nos Estados Unidos, no Canadá e na Europa.

Baseados no “virtue signalling” (sinalização de virtude), hoje vemos uma geração de monstros que chegam a estabelecer “safe spaces” (lugares seguros, ou seja, onde divergentes não podem frequentar), censuram adversários, promovem violência e defendem a completa aniquilação de inimigos.

A prática de atitudes antissociais é basicamente apenas o começo da execução desses padrões. Não é preciso ser um especialista em psicologia social para saber que o comportamento antissocial é o modus operandi dos psicopatas.

Por sorte, Gagliasso ainda não pode praticar mais do que atitudes antissociais mais básicas, mas isso sempre tende a escalar para o barbarismo e para a violência. Tal determinação os faz depender da censura, pois precisam esconder as atrocidades. (A tendência é que pessoas como Gagliasso sejam covardes e, em vez de agredirem os inimigos, incentivam seus aliados a fazê-lo)

Para pessoas como Gagliasso, fazer teatrinho no qual alguém se diz “em nome das minorias” não passa da busca de pretexto para agir de modo intolerante contra os discordantes.

Uma má notícia para monstros desse naipe: o truque não está colando. Comportamentos desta extração ajudaram a demolir a candidatura de Hillary e podem demolir os candidatos da extrema-esquerda no Brasil.

Pensando bem, isso não é mal, uma vez que pessoas como Gagliasso não terão poder totalitário em mãos. O ator global teve que se limitar à baixaria típica dos seres rastejantes, mas pessoas deste naipe matam adversários na Venezuela. Figuras tão baixas a esse ponto precisam ser expostas como o que são: inimigas da humanidade.

Ninguém há de se importar de ficar próximo a indivíduos como Gagliasso. Mas é importante não deixar ele amealhar poder em mãos, dado que por trás de atitudes como estas existe sempre a intenção de praticas os piores tipos que horrores que os abismos da depravação humana podem conceber.

Gagliasso é apenas isso: um fascista do tipo mais perigoso. É um fascista cultural.

Anúncios

34 COMMENTS

    • Azar? Ele comprou a passagem ao lado do Jean Wyllys de propósito pois queria causar, a prova é que começou a filmar logo que entrou no corredor pois queria que o Jean fizesse cena. Foi até esperto, coisa que é muito rara se tratando do Bolsonaro, cuja única esperteza é se aproveitar de tempos ruins como o atual pra enganar trouxas como vocês prometendo que vai salvá-los. Embora não pareça difícil isso, do jeito que vocês caem fácil em discurso de charlatão.

  1. De onde vocês tiraram que o Bruno Gagliasso é ultraesquerdista? Ele foi um dos poucos que eu vi apoiando o impeachment e falando mal (bem mal) do governo do PT e da escória toda… Inclusive foi hostilizado por causa disso.

    Ah não ser que tenha havido alguma coisa aí que eu perdi….

    • Ele foi um dos poucos que criticou o PT antes das eleições de 2014, quando tavam todos bem calados. Isso é louvável. Porém, apoiou o Marcelo Freixo e deu tiro no pé com isso.

      AGORA, onde fica a liberdade individual dele de se levantar e ir embora? Este blog se diz a favor das liberdades individuais, e uma delas é o direito básico de ir e vir.

      Mas quando se trata do Bolsonaro, por medo de perderem os leitores que endeusam ele, este blog decidiu que é contra o direito de ir e vir quando se trata de sair do ambiente em que o Bolsonaro está.

      Este blog provou que é tão EMBUSTEIRO quando o deputado em questão.

  2. Há principio, não sou contra a liberdade de associação absoluta (sim, aquela que foi a vilã do movimento dos direitos civis nos EUA) e a prostituta artística e sua esposa estavam simplesmente usando desse direito para se distanciar de Bolsonaro (e acabaram prejudicados por isso, tempo e/ou dinheiro). Porém, como as prostitutas globais não querem que eu exerça liberdade de associação, não vou perder meu tempo defendendo suas atitudes nem mesmo na hipotese de um suposto processo judicial, etc… Muitos aspectos da cultura está com os esquerdistas, cabé a nós fazermos eles sentirem o peso do que eles acreditam que é certo e justo.

  3. Isso não representa nada pra mim um atorzinho de quinta categoria , um bosta , faz novelinha isso que dizer o que , muda nada ,

  4. Bolsonaro tem a faca e o queixo na mão para usar essa situação a seu favor. O problema é que o Bolsonaro é muito burro para tirar proveito da situação.

  5. UÉ! Quando as pessoas se levantaram do cinema durante o Praia do Futuro, por abominarem as cenas gays do filme, este blog defendeu o direito das pessoas se levantarem e irem embora.

    Por que agora o blog está atacando a liberdade INDIVIDUAL de alguém de ir embora?

    Por que as pessoas que se levantaram do filme são só pessoas livres e quem se recusou a ficar perto da bosta do Bolsonaro é um intolerante?

    Sério que esse blog virou putinha do Bolsonaro? Tudo isso é medo de perder os leitores que sonham em mamar feito bebês a trolha daquele enganador mau caráter?

    • Caro hater do Bolsonaro, criticar não é atacar. Lembre-se quem criou as regras da “tolerância” foram os esquerdistas. Hoje em dia eles usar valores cristãos e conservadores de forma pevertida, sejam eles liberdade de associação, segregação racial e de sexo, etc.

      • Sério que é isso que você tem a me dizer?

        Também tenho uma coisa a te dizer: as alcachofras também tem vida sexual. O que isso tem a ver com a discussão? Não sei! Assim como isso que você falou não tem NADA a ver com a discussão.

        Falou, falou, e não respondeu. Onde fica a LIBERDADE INDIVIDUAL de levantar e ir embora?

        Este blog mostrou que é desonesto e mau caráter, pois para agradar vocês, fanboys do Bolsolixo, decidiu que o direito de ir e vir não vale quando se trata de sair de perto do Bolsonaro. Para este blog, toda pessoa é obrigada a FICAR ao lado do deputado que vive de dinheiro público há mais de 30 anos. Atitude ditatorial, a gente vê por aqui.

    • Ora, a intolêrância é um direito, mas é justamente aí que a esquerda manipula reivindicando um direito que ela não concede aos demais. É a contradição dos canalhas, dos pérfidos.

      Não se trata de condenar a intolerância do ator (atividade das mais banais: até animais e crianças de 3 ou 4 anos interpretam), mas, SIM, condenar a sua HIPOCRISIA.

      A esquerda propagandeia o políticamente correto reivindicando a tolerância a seus bandidos, ditadores, assassinos, terroristas, assaltantes, torturadores e etc., mas atribui-se o privilégio de não cumprir o que recomenda e faz dessa assimetria um item de seu políticamente correto.

      Onde não há lógica, há a canalhice.

      Todo o artigo foi brilhante e o ultimo paragrafo foi primoroso!

      Afinal, não se trata de negar o direito de ser intolerante com o aquilo que incomoda, mas sim de AFIRMAR a HIPOCRISIA dos FARSANTES!

      • Não. Tudo isso é muito bonito na fala, mas não é o que está acontecendo na prática. Vocês decidiram que o direito de ir e vir não vale quando se trata de sair de perto do Bolsonaro. Para vocês, toda pessoa é OBRIGADA a ficar perto daquele merda falante e ladrão de dinheiro público e recebedor de propina. Isso passa longe de defender a liberdade individual. É um ato ditatorial.

    • Cauê, vai com calma que você atropelou o sentido da postagem (se bem que os pró-Bolsonaro também atropelaram).

      O problema não é a pessoa exercer seu direito de se incomodar e sair.

      O problema é uma pessoa que prega “mais amor por favor”, “temos que ser mais tolerantes”, e coisa do gênero fazer isso. A pessoa trai o próprio discurso.

      Se fosse uma pessoa como eu, “mais amor o escambau, é a cabeça do meu laláu!”, “de pessoas tóxicas quero distância”, “não sou obrigado a conviver com isso” não ia ter problema nenhum – ia estar coerente com meu discurso.

  6. O cara começa fazer uma novela ou programa e se acha o dono do mundo.
    Quem se lembra do show que ele deu somente por que uma garota falou algo sobre sua filha adotiva?
    Primeiro não vi nenhum preconceito naquele episódio, correram para resolver por que era esse babaca globeleza, Bolsonaro é mais que essas gentalhas esquerdistas, comunistas.

    Bolsonaro para presidente.

  7. Quem é bom então lula ou Dilma ou quem sabe Temer . Vcs quem defende estes canalha são doente estão tendo todas as informações e Aida defende estes lixo .

  8. Cada um tem o direito de sair ou sentar próximo de quem quiser ..deram ar pessoas rotulado de forma tão negativa , isso que é mal .. sejamos o que gostaríamos que o outro fosse , o ódio destilado aqui , que é feio . No mundo falta tolerância e assim daqui para frente leremos textos como esse m que julga um ser em rede mundial de uma forma tão negativa sem necessidade. .Ah não esqueça que ele é pai, ótimo profissional, portanto, deve ser ótimo ser humano com suas próprias convicções, E não pode ?

    • Para este blog, não.

      Este blog sempre se disse defensor de liberdades individuais e ano passado até declarou que não queriam mais saber do Bolsolixo pois perceberam (coisa que qualquer pessoa esperta percebe) que não passa de um retardado com pose de machão que corre até de barata enquanto declara que vai matar todo mundo.

      Porém, recentemente, ficaram com medo de perder os leitores que são fanboys desse deputado que vive há 30 anos com dinheiro público e recebe propina disfarçada de fundo partidário (SABENDO DISSO, inclusive). Por isso, o blog decidiu virar putinha do Bolsonaro e defende-lo.

      Logo, o blog decidiu que o direito básico de IR E VIR é inválido quando se trata de sair de perto do Bolsonaro. Por isso estão sugerindo apedrejamento do Bruno Gagliasso e sua esposa por terem se recusado a ficar perto daquele idiota que cheira merda.

  9. Acho muito engraçado as defesas usadas , pra nós pode tudo, ser mal educado, ter atitudes intolerantes , defender posições de firma agressiva , em tempo de crise fazer projeto pedindo para o Dr. Enéas ser herói da patria,. Mas qdo alguém tona alguma posição sem nem ser desrespeitoso somente saindo de perto de quem não deseja ficar o site mete o pau. Não esqueçam pau que dá em Chico também dá em Francisco .

    • Isso se chama MEDO DE PERDER LEITORES BOLSONETES.

      Este blog, que já foi bom, está com medo de desagradar os bolsominions, assim como o MBL também está, por isso decidiram ajoelhar e pedir pro Bolsonaro mandar fundo na garganta deles.

      • Todos os teus comentários nesta postagem, como em outras, demonstram que o teu discurso de ÓDIO quanto ao Deputado Bolsonaro tah semelhante ao que a extrema-esquerda pensa dele e age contra ele.

  10. Os piores facistas são aqueles que se diz antifascista…( Os marxistas estão loucos com o nosso mito, Bolsonaro fará um revolução nesse país, a semente está sendo plantada, e logo colheremos frutos.)

  11. É o comportamento contraditório típico da esquerda caviar.
    Este sujeito hora se veste de mulher, hora beija homem na boca, tudo em nome do politicamente correto e aceitação das diferenças.
    Mas, apesar da incoerência, que ele tenha o direito de recusar-se a sentar ao lado de Bolsonaro.

  12. É o comportamento contraditório típico da esquerda caviar.
    Este sujeito hora se veste de mulher, hora beija homem na boca, tudo em nome do politicamente correto e aceitação das diferenças.
    Mas, apesar da incoerência, que ele tenha o direito de recusar-se a sentar ao lado de Bolsonaro.

  13. Tem que deixar claro para as empresas que o contratam para publicidade que tipo de pessoa ele e outros como ele são, pois esse pessoal defende pessoas que não acreditam no direito de uma empresa existir livremente em um mercado aberto e sabe se lá se acha que uma pessoa pode ser livre…….

  14. Entrei nessa página pelo título da matéria e descobri que a coisa tá pior do que eu imaginava…tem gente que realmente acredita no Bolsonaro…”o poste tá mijando no cachorro”.

Deixe uma resposta