Michel Temer e Carmen Lucia envergonham o Brasil por ficarem só no papo furado e não chamarem a lei

1
90

Se a situação no Brasil já estava vergonhosa, agora o nível foi de vez para o esgoto com a atitude do presidente da República, Michel Temer, e da presidente do STF, Carmen Lúcia.

Ocorre que após o julgamento do TSE, a mídia emitiu a narrativa de que Temer estaria usando a ABIN para espionar Edson Fachin, ministro do STF nomeado pelo PT (tal como Carmen Lúcia).

Carmen emitiu uma nota já no sábado se dizendo “estarrecida” com o suposto grampo. Temer negou.

O mais vergonhoso é que tudo ficou por isso mesmo.

O tom da nota dava a impressão de que Carmen Lúcia chamaria a lei para prender Temer, pois deveria ter em mãos as provas do grampo. Ao mesmo tempo, Temer deveria ter exigido que Carmen Lúcia apresentasse as provas, sob risco de ser punida por falsa acusação.

Ou seja, Carmen e Temer estão apenas jogando, pois aquele que tivesse bala na agulha já teria ativado a lei.

Será que cargos públicos devem ser utilizados para joguetes desse tipo? Se for assim, as instituições nacionais já não fazem o menor sentido e ganha quem jogar melhor, sem espaço para a ética.

Anúncios

1 COMMENT

  1. Concordo, uma vergonha para os dois. Mas como já disse, a imprensa inventa e está usando qualquer coisa, difícil saber. Se isso realmente aconteceu, era obrigação de Temer ter reagido.
    Gostei da sua análise sobre o RA. De fato, vivemos um tribalismo estúpido, do tudo ou nada, na busca histérica pelo perfeito ( que não existe em lugar algum).. Por outro lado, acho não podemos nos culpar muito. Estivemos( e ainda estamos) sob a ameaça grave de um governo de extrema esquerda, e acabamos ficando como soldados em constante prontidão contra o inimigo.

Deixe uma resposta