Manifestante de extrema-esquerda é presa após esfaquear cavalo da polícia

11
310

Uma miliciana de extrema-esquerda, Lisa Joy Simon, foi presa após esfaquear um cavalo da polícia durante uma Marcha Contra a Sharia em Washington.

Conforme o Penn Live, a miliciana, de 23 anos, foi uma das várias manifestantes que levaram armas ao evento, na tentativa de agredir os conservadores.

A polícia acusa Lisa de machucar um cavalo no pescoço enquanto ela tentava evitar que os policiais fizessem seu trabalho de organizar a multidão.

Ela foi acusada de agressão grave, ataque a animais da polícia, uso de armas proibidas, obstrução à ação policial e resistência a prisão.

Agora ela deve pagar uma fiança de $100,000 e ir para a primeira audiência em 6 de julho.

As informações são do site de Milo Yiannopoulos.

Anúncios

11 COMMENTS

  1. O Ocidente está em guerra contra o comunismo. Simples assim. Todos os “ismos” serão usados para destruir os valores ocidentais e atos de violência como este serão repetidos e cada vez mais intensos.

  2. Estou torcendo é para eclodir a TERCEIRA GUERRA MUNDIAL…Vou adorar contemplar aqueles enormes cogumelos atômicos nos ceus de todo o planeta…Sou doido para ver esse mundo acabar…Estou com saudades da Pátria….

  3. Eu não entendi muito bem… A manifestação era contra a Sharia (Lei islâmica), mas o artigo diz que a manifestante é de extrema-esquerda. Eu achei que a extrema-esquerda era favorável a Sharia. Longe de mim defender a esquerda, ou a tal manifestante que maltratou o animal (o que não se faz em qualquer um dos polos ideológicos). Só queria entender a razão do artigo em si.

Deixe uma resposta