Randolfe e Molon vão ao STF e batem o pezinho para que Fachin não tenha que explicar ligação com a JBS

3
305

Nesta segunda, o senador Randolfe Rodrigues e o deputado Alessandro Molon – ambos da Rede – impetraram um mandado de segurança, junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), contra Requerimento de Informações assinado pelo deputado Fausto Pinato (PP-SP) sobre o ministro Edson Fachin.

A dupla de extrema-esquerda emitiu a narrativa de que isso seria um “constrangimento” ao ministro Fachin, que seria questionado a respeito do acordo de impunidade dado a JBS.

Tergiversando, Randolfe disse que “essa movimentação é claramente uma retaliação coordenada pelo presidente Temer, que, para desviar o foco do lamaçal em que foi flagrado, busca desqualificar o juiz da causa, tendo em vista o perfil rigoroso com que Fachin notoriamente tem conduzido a chamada Operação Lava Jato”. Ou seja, Randolfe faz uma manifestação de fé em Fachin, sem explicar o que está por trás do acordo com a JBS.

Vale lembrar que o deputado Fausto Pinato apresentou requerimento à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dirigido a Fachin para dar ao Ministro a oportunidade de explicar se o executivo Ricardo Saud, delator da JBS, o auxiliou na sua sabatina no Senado, quando fora indicado ao STF, pela então presidente Dilma Rousseff.

As informações são da Istoé. Tudo isso levanta novas suspeitas sobre a linha auxiliar do PT (Rede). É muito estranho não querer sequer que Fachin possa explicar a relação com Saub.

 

Anúncios

3 COMMENTS

Deixe uma resposta