Depois de se tornar símbolo da propinocracia, JBS está bravinha com rescisão de fornecimento de gás pela Petrobrás

1
60

Segundo Lauro Jardim, a JBS não está nem um pouco satisfeita com a suspensão do fornecimento de gás a uma de suas termelétricas. Enfezada, a empresa denunciou a Petrobras ao Ministério Público Federal.

A defesa da JBS alega que o acordo de leniência firmado em 6 de junho “protegeria os contratos públicos, o que não teria sido respeitado pela Petrobras”. Porém a petroleira cita a violação de uma cláusula anticorrupção prevista no contrato. Logo, a suspensão está justificada.

Só no Brasil uma empresa tão corrupta como a JBS ainda daria um chilique desse tipo. Em qualquer país civilizado, a JBS já seria sido alienada pelo governo, e talvez até colocada sob leilão.  É nisso que dá a perda total de parâmetros e o fornecimento de impunidade total à JBS. Quem deveria estar preso agora está reclamando do fim do fornecimento de mamatas, superando qualquer comédia de absurdos.

Como sempre é bom lembrar no clima atual de histeria, numa visão de direita politizada, empresas como JBS e Odebrecht são inimigas do povo por terem se aliado ao estado para destruir a concorrência. Em suma, são o oposto da liberdade de mercado, e isso sempre ajuda aos que querem poder via utilização do estado em termos totalitários.

Por essa razão, deveríamos exigir, por uma visão de direita, que todas as provas enviadas pelos irmãos JBS fosse mantidas e que o acordo fosse cancelado, com a respectiva prisão de ambos. Qualquer pessoa de direita que apoie o acordo de impunidade aos irmãos JBS não tem nenhuma justificativa moral ou política para fazê-lo.

Advertisements
Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta