Cuidado: condenação de Lula (sem prisão preventiva) pode servir como anestésico

1
197

A direita pode estar caindo em uma das maiores arapucas já vistas nesta semana. A culpa não será de Sérgio Moro, evidentemente, mas de um conjunto de espertalhões que decidiu manipular os sentimentos da direita.

Como se sabe, a partir desta terça (20), termina o prazo para a defesa de Lula entregar ao juiz Sergio Moro a petição com as alegações finais dos advogados. Com isso, Moro poderá proferir a sentença no caso do triplex. Para os adversários de Lula, isso é bom? Mais ou menos.

É certo que estamos diante da sequência de um processo jurídico, mas ao mesmo tempo uma condenação em primeira instância não o levará para a cadeia. Em adição, a condenação de Lula dará aos petistas a narrativa do “coitado perseguido”, principalmente após a capa da Época em que Joesley disse que Lula não era o chefe do esquema, mas sim Temer.

Para piorar, Lula, mesmo condenado em primeira instância, segue mantendo um privilégio que não foi dado a corruptos graúdos como Sergio Cabral, Eduardo Cunha, Marcelo Odebrecht e diversos outros. Aécio Neves é outro que pode ir para a prisão nos próximos dias.

Quer dizer: Lula seguiria livre e solto (mesmo condenado), sem ficar trancafiado (por não ter recebido prisão preventiva), enquanto vários outros foram para a cadeia mesmo antes da sentença.

A tática agora parece ser lançar algumas migalhas para a direita: fazê-los comemorar uma sentença de Lula, quando isso significa muito pouco. O mínimo que se esperaria (de acordo com os próprios padrões da Lava Jato adotados para corruptos graúdos) era a prisão preventiva. Se a direita se conformar com a sentença – que manterá Lula solto – terá apenas sido anestesiada.

A pressão que deveria ser feita é: se considerarmos os padrões da Lava Jato (que lançou mão de diversas prisões preventivas), apenas a condenação de Lula, sem prisão preventiva, não significa absolutamente nada em termos de punição.

É hora de pressionar pela prisão preventiva de Lula!

Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta