Relatório preliminar da PF acusa Temer de corrupção passiva e complica narrativa de Joesley

0
173

A mainstream media desde ontem está noticiando que há um relatório preliminar da PF referente a investigação entre Temer e seu ex-assessor Rocha Loures, no qual é dito que Temer teria praticado corrupção passiva.

Segundo o Código Penal, em seu artigo 317, o crime de corrupção passiva seria o de “solicitar ou receber, para si ou para outros, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem.”

Obviamente, se Temer realmente cometeu esse crime, terá que ser julgado de acordo com as provas apresentadas. Um detalhe é que a PF apresentou apenas o relatório, e não as provas. Mas ninguém está dizendo que as provas não existem.

Mas há um detalhe adicional: se o relatório preliminar da PF apresentou provas de corrupção passiva, ainda não apresentou de formação de quadrilha, organização criminosa e de chefia do esquema, que é a acusação feita por Joesley Batista. Sem essas provas, Joesley pode se complicar.

Do jeito que as coisas vão, é capaz de Temer e Joesley terem que dividir uma cela.

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta