Comédia de Mônica Iozzi poderá captar R$ 7,5 mi. Bem, é ela quem ri na cara do pagador de impostos.

0
160

De novo um artista da extrema esquerda acaba dando muita sorte no recebimento de polpudas verbas estatais.

É o caso de Monica Iozzi, que vive defendendo governos socialistas, e agora vê que um filme do qual participa – A Comédia Divina, em que encena ao lado de Murilo Rola – obteve aprovação para captar aproximadamente 7,53 milhões de reais, conforme a Lei do Audiovisual (irmã da Lei Rouanet).

A história vai girar em torno de Raquel (Mônica), uma jornalista cuja carreira começa a ir de vento em popa após noticiar que o diabo decidiu abrir uma igreja na terra visando alcançar popularidade. A história se baseia no conto “A Igreja do Diabo”, de Machado de Assis.

Tem um pouco a ver com a história dos artistas que vivem de mamatas como essa. É quase como vender a alma ao demônio.

Anúncios

Deixe uma resposta