Boulos defende medidas contra o emprego e culpa desemprego pelo fracasso da greve

1
225

Guilherme Boulos é sempre um campeão da cara de pau. Sempre foi um esquerdista caviar, que nunca passou necessidade na vida, mas vive fingindo ser um “proletário”. No fundo, é um boa vida que se aproveita do sofrimento dos trabalhadores.

Em relação ao fracasso da “greve geral” de sexta (30), ele teve o desplante de dizer que a culpa foi do desemprego.

“O problema é que estamos em um período brutal de desemprego. As pessoas estão com medo de serem demitidas, de serem achacadas por patrões.”

Porém, ele apoiou um governo que criou 13 milhões de desempregados no Brasil. Ademais, está contra a reforma trabalhista, que visa atrair mais empregos.

É óbvio que ele não acredita nas próprias palavras.

Em tempo:  nem é preciso dizer que ele não apresentou evidência alguma do que falou, pois na greve anterior (com maior público, embora não tenha sido lá essas coisas), havia o mesmo índice de desemprego.

Anúncios

1 COMMENT

  1. Por que um sujeito que apoiou o ataque ao prédio da Fiesp ainda está solto? Por que um sujeito que invade prédios na cidade e dentro do prédio invadido se instala um posto do PCC para o tráfico não é responsabilizado? Simples: Porque o Brasil é um país de governos covardes, de um judiciário corrupto e de um legislativo de ladrões.

Deixe uma resposta