Cunha pode derrubar não dois, mas três presidentes: Maia estará em delação

1
301

Conforme matéria da Veja, a delação de Eduardo Cunha não deve citar apenas Michel Temer, como o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia, cotadíssimo para substituir o atual presidente da República.

Cunha fez questão de mandar a ameaça via interlocutores de forma que ela chegasse aos ouvidos de Maia. Ele deixou claro que Maia estará citado na delação como como intermediário de interesses empresariais na máquina pública e destinatário de recursos de origem ilícita. As informações são da Veja.

A mensagem foi: “Avisa que ele [Maia] também será lembrado”.

A narrativa do momento – pela mídia – é que Rodrigo Maia estaria organizando a derrubada de Temer. É bem possível que Maia possa cair junto, ou um pouco depois.

Já se comenta que os presidentes estariam cada vez mais “expressos”. Lula durou oito anos. Dilma durou pouco mais de cinco. Temer ficaria pouco mais de 1 ano. Maia talvez não chegue ao fim de 2017, durando alguns meses.

Outro frame lembra a famosa ameaça atribuída a Cunha: de que ele entraria para a história por derrubar dois presidentes da república (Dilma e Temer). Talvez entre por derrubar três.

Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta