O fim do imposto sindical é uma magistral vitória; é preciso lembrar os méritos de Paulo Martins

3
440

Com a aprovação da reforma trabalhista por 50 a 26 no Senado, agora o texto vai para a sanção presidencial. Na reforma, está incluído o fim do imposto sindical.

Precisamos lembrar do trabalho do então deputado federal Paulo Eduardo Martins, que iniciou a luta pelo fim do imposto sindical, um dos pontos mais importantes da reforma (principalmente por tirar um poder ilegítimo das mãos dos sindicatos aparelhados pela extrema esquerda).

Em seu Facebook, Paulo Martins escreve: “Por 50 votos favoráveis e 26 contra, o Senado APROVA o FIM DO IMPOSTO SINDICAL. Obrigado a todos que sempre apoiaram a causa. Liberdade aos trabalhadores e fim do peleguismo. Sei que tenho muito a fazer pelo país, mas ser autor de um projeto e ter pautado essa matéria muito me satisfaz. Obrigado, Senhor.”

E nos somos muito gratos à você, Paulo Martins.

Aliás, é curioso ver como Paulo Martins é chamado de “falsa direita” ou de “um socialista fabiano enrustido”, apenas por pertencer ao PSDB. Bem, o fim do imposto sindical é uma das medidas que mais estragos causam ao socialismo em muito tempo.

Acho que esse “socialismo fabiano” do Paulo veio com defeito…

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Discordo que o fim do imposto sindical seja uma coisa boa, quero ver agora o funcionário ir lá bater de frente com o patrão e negociar o reajuste salarial, e a inclusão de mais benefícios. Infelizmente as pessoas só vão perceber isso quando estiverem na pior, tem muito patrão que vai dar um baile nos funcionários…..Quero só ver =/

Deixe uma resposta