Agora quem chamar Lula de bandido e corrupto não pode mais ser processado

4
308

Uma das táticas preferidas da extrema esquerda é o assédio jurídico (ou lawfare), pelo qual eles tentam complicar a vida de seus adversários com chuvas de processos. Eles vivem buscando pretextos, enquanto seus adversários da direita não reagem adequadamente.

O próprio advogado de Lula já andou ameaçando muitos blogueiros por aí dizendo que “existiriam consequências jurídicas” por falar sobre Lula de forma crítica. Típico raciocínio totalitário.

Ao menos no caso de Lula, isso já não é mais factível quando alguém decidir usar termos como “bandido” e “corrupto” o tratar do ex-presidente, pois ele já está condenado por Sérgio Moro, mesmo que ainda esteja em liberdade.

A sentença de 9 anos e 6 meses de prisão trata dos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro.

Na sentença, de 218 páginas, o juiz Moro resume as acusações que pesam contra Lula, relata os argumentos da defesa e analisa as provas documentais, periciais e testemunhais.

Em suma, quem pratica corrupção passiva e lavagem de dinheiro é corrupto. Isso é coisa de bandido. Agora utilizar esses termos não poderá ser processado. Ao contrário, poderá meter processo de volta em advogados do presidente que porventura tentem o lawfare.

Anúncios

4 COMMENTS

  1. Estimados amigos: Não podemos festejar nada,nem a condenação do ex-Presidente Lula e muitos menos a Investigação contra o Presidente Temer; nosso dever como brasileiros,penso, é mantermo-nos unidos,seguindo a Constituição Federal, evitarmos a luta de classes,e sempre termos em mente,o que foi dito pelo saudoso,mas imortal, Millôr Fernandes:

    “Um dia a Direita será a Esquerda e vice-versa”

    Que acham de pensarmos em um novo modelo sócio-econômico? No qual os políticos passariam à raciocinar como : “Estadistas” e não como “Politequetes”.

    ANGELO POCI (II)

    • Sim, teoricamente é a única saída. Não existem mais Direita e Esquerda de forma ideológica, o que existe é uma forte tendência esquerdista do globalismo, e nesse sentido sim! ainda está em tempo de nos unirmos e exigirmos uma política estadista. Mas… isso parece uma posição de Centro. De qualquer forma, os últimos acontecimentos estão dando uma nova cara ao Brasil. Sem dúvidas as coisas estão mudando.

Deixe uma resposta