A J&F só pode vender Alpargatas por R$ 3,5 bilhões porque o estado não tomou e leiloou as empresas do grupo

0
196

Nesta quarta (12), o grupo J&F, dono da JBS, fechou um baita negócio ao vender o controle da Alpargatas – dona da Havaianas – para Itaúsa (holding de investimentos do Itaú) e Cambuhy/Brasil Warrant (braços de investimento da família Moreira Salles), por R$ 3,5 bilhões em dinheiro. As informações são do Estadão.

A J&F queria se capitalizar para arcar com obrigações relacionadas ao acordo de leniência que os irmãos Joesley e Wesley Batista fecharam com o Ministério Público Federal (MPF), que acarretará o pagamento de R$ 10,3 bilhões em 25 anos.

Os compradores andavam preocupados com o fato dos irmãos Batista estarem no centro da atual crise política, mas agora está tudo certo. Com a aquisição, Cambuhy e Itaúsa passam a deter 54,24% do capital total da Alpargatas. No fato relevante divulgado ontem, os compradores disseram que pretendem fazer uma oferta pública de ações para comprar mais papéis. Com 10% do capital total, o segundo maior investidor na Alpargatas – Silvio Tini – não teria interesse em vender seus papéis, segundo apurou o Estado. Há, no entanto, mais 34% das ações em negociação na Bolsa paulista, a B3.

Só um detalhe: melhor seria se o estado tivesse leiloado essas empresas para obter de imediato toda a grana enviada pelo BNDES para a J&F. Mas como neste país se aceita a impunidade dos irmãos JBS, eles puderam fazer um caixa com uma empresa que deveria ter sido confiscada. Vergonha nacional.

Anúncios

Deixe uma resposta