Jandira demonstra que a extrema esquerda é sempre “fake” ao usar estudo falso para atacar a direita por “fake news”

2
267

Tinha que ser a Dona Jandira de novo, não é mesmo?

O fato é que a deputada comunista resolveu sair com a seguinte tese: a direita é a maior responsável por divulgação de “fake news”.

Veja abaixo:

Mas de novo essa tal “lista da USP” que já foi desmascarada como falsa tantas vezes?

Como diz o JornaLivre: “O ‘estudo’ em questão cita como seus responsáveis a AEPPSP e também o Monitor do Debate Político Online, além de atribuir de propósito a sua origem como sendo um ‘estudo da USP’, com a finalidade de dar credibilidade ao material. O único problema é que todos estes órgãos citados como responsáveis pelo estudo negaram, ainda em janeiro – quando a lista saiu – que tenham feito qualquer estudo do tipo.”

O site Guerra Política já desmascarou tal lista, onde até o Ceticismo Político é citado indevidamente (uma vez que não podemos ser um site de “fake news”, pois somos focados em opiniões). Alias, veja a primeira vez em que a tal lista foi refutada por aqui.

Enfim, não existe nenhuma lista da USP. Ela mentiu.

Em resumo, Jandira Feghali tentou provar que a direita é a maior promotora de “fake news” e para isso… usou uma “fake news”. Que vergonha, Jandira…

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Luciano, sobre a tal lista, você escreveu que, nela: “(…)até o Ceticismo Político é citado indevidamente (uma vez que não podemos ser um site de “fake news”, pois somos focados em opiniões).”

    Claro que isso expressa uma afirmação verdadeira. No entanto, você foi perfeito, sob um outro aspecto. No material reproduzido pela tal de Jandira Feghali está escrito: “Estudo da USP embasa lista dos dez maiores sites de ‘falsas notícias” no Bra…”

    Pois é, ali “fake news” foi traduzido como “falsas notícias”, o que, além de errado, vem a ser totalmente diferente de “notícias falsas” (tradução correta). Assim, uma “falsa notícia” é algo que NÃO caracteriza uma notícia; enquanto que uma NOTÍCIA FALSA caracteriza uma NOTÍCIA, embora podendo ser falsa/mentirosa.

    Então, exatamente por serem incapazes para perceber tal diferença, também o são para perceber a diferença entre NOTÍCIA e OPINIÃO, como você muito bem RESSALTOU. Assim, fica fácil entender por que esse pessoal da extrema esquerda é fértil em produzir “FAKE NEWS”: divulgam OPINIÕES como se fossem NOTÍCIAS.

Deixe uma resposta