Maduro passa vergonha diante do mundo: Luis Fonsi e Daddy Yankee repudiam uso da canção “Despacito” pela ditadura

0
246

O ditador venezuelano Nicolás Maduro, lançou no domingo (23) uma versão do hit “Despacito” para promover o seu golpe da Constituinte. A eleição para os 545 membros desta assembleia está marcada para domingo (30).

“Despacito”, hit dos porto-riquenhos Luis Fonsi e Daddy Yankee que conquistou o mundo, já se tornou a a música mais reproduzida em “streaming” de todos os tempos. A divulgação da versão da ditadura foi feita durante o programa “Domingos com Maduro”.

Porém, conforme a Istoé, o resultado foi bastante desagradável para o ditador.

O fato é que os artistas porto-riquenhos Luis Fonsi e Daddy Yankee condenaram nesta segunda-feira o uso “ilegal” e “nefasto” da música pelo ditador.

“Você se apropriar ilegalmente de uma canção (Despacito), não se compara com o crime que você comete e cometeu na Venezuela”, escreveu Daddy Yankee em sua conta do Instagram, dirigindo-se diretamente a Maduro.

“O seu regime ditatorial é uma piada, não só para meus irmãos venezuelanos, mas para o mundo inteiro. Com esse nefasto plano de marketing, você só continuará evidenciando seu ideal fascista”, acrescentou o cantor.

Que humilhação…

Passar vergonha assim diante do mundo – e considerando que falamos de um sucesso musical histórico, o que amplia a humilhação – é um castigo merecido para uma das figuras mais perversas da história política latino-americana.

Para um sujeito que já causou a morte de mais de 100 manifestantes, eu acho é pouco!

Anúncios

Deixe uma resposta