Ao apoiar ditadura assassina da Venezuela, PT e suas linhas auxiliares estão fora do debate político legítimo

0
238

Um texto de Andrei Roman para o El País mostra que até alguns setores da extrema esquerda entendem que o PT foi longe demais ao apoiar a ditadura assassina de Nicolas Maduro no golpe da constituinte. O texto diz que o apoio a Maduro neste golpe é a página mais vergonhosa da história do PT.

Andrei lembra que a Venezuela vive uma situação de caos absoluto, em todos os sentidos: “assistimos à uma catástrofe humanitária de proporções cada vez maiores. Em quatro Estados do país, a desnutrição infantil já atinge quase 20% das crianças com menos cinco anos de idade. O país tem a segunda maior taxa de homicídios do mundo. O índice de assassinatos em Caracas é 14 vezes maior que o de São Paulo, não que São Paulo fosse exatamente uma cidade segura. E para cada 100 assassinatos, somente nove suspeitos são presos. A inflação projetada para este ano é de 2.200%. Em 2016 a economia do país se contraiu 19% e o ritmo de queda deve acelerar ainda mais este ano”.

Mesmo assim, Gleisi e o PT apoiam tudo isso. Andrei diz: “Neste contexto, Nicolás Maduro propõe tirar a única riqueza que ainda resta ao povo venezuelano: a liberdade de decidir o seu futuro. Maduro já virou a página da democracia. Para se manter no poder, é evidente que a única opção do presidente consta na força bruta”.

Estamos assistindo, junto com o resto do mundo, uma ditadura que é muito mais bárbara que o regime militar brasileiro – que causou 400 mortes em mais de uma década, enquanto o regime de Maduro matou quase 110 pessoas em 3 meses – sendo apoiada pelo PT.

Ele pergunta, talvez fingindo espanto: “Como é possível que o PT, com o seu legado histórico para a transição e consolidação democrática do Brasil, possa prestar apoio à tamanha barbaridade?”.

A resposta é simples: eles apoiam a barbárie praticada na Venezuela pois é isso que sempre ambicionaram no Brasil. Ou não foi o PT que falava em “assembléia constituinte” logo após a reeleição de Dilma, propondo até a censura de mídia e o uso de conselhos populares? Aquilo que o PT sempre quis fazer aqui é o que Maduro está fazendo na Venezuela. Não há surpresa alguma.

O apoio formal do PT a todo horror cometido por Maduro mostra que eles estão fora do debate civilizado. Quem apoia Maduro é alguém que se pudesse nos colocaria sob a ponta de um fuzil na primeira oportunidade. Depois desta formalização do apoio petista à barbárie de Maduro, acabou a era do debate civilizado com essa gente.

Isso não significa propor agressão, mas deve-se evitar conversinhas e papos furados. Lembre-se: são pessoas que defendem a violência contra opositores políticos. Não podem mais ser encarados sem precaução.

Anúncios

Deixe uma resposta