O Maradona que oferece ajuda a Maduro quer ser um “matador” também fora das quatro linhas?

2
199

Conforme o Globo, o ex-jogador de futebol argentino Diego Maradona enviou nesta terça-feira uma mensagem de apoio ao ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, na qual se oferece como “soldado” da revolução bolivariana.

“Somos chavistas até a morte. E quando Maduro ordenar, estou vestido de soldado para uma Venezuela livre, para lutar contra o imperialismo e os que desejam apoderar nossas bandeiras, que é o mais sagrado que temos”, escreveu Maradona no Facebook.

Ainda disse: “Viva Chávez. Viva Maduro. Viva a revolução. Vivam os venezuelanos de pura cepa, não os venezuelanos interessados e envolvidos com a direita”, afirmou.

Se assim o é, podemos imaginar como seria a colaboração de Maradona.

Dentro das quatro linhas, sempre foi conhecido como um matador, rótulo dado aos atacantes que costumam meter a bola na rede adversária. Porém, os “matadores” de Maduro agora se especializam em meter balas em opositores políticos.

Estaria Maradona querendo ser um “matador” de Maduro?

Anúncios

2 COMMENTS

  1. “Venezuelanos de pura cepa”?Imagina se Trump falasse em “americanos de pura cepa”…. ? Soaria como racismo para esses progressistas vagabundos. Mas americanos como Sean Pen estão apoiando Maduro também … gentalha de boa cepa.

Deixe uma resposta