Mídia começa a promover violência contra famílias de direita ao maquiar responsabilidades da agressão de extrema esquerda em Curitiba

3
261

Nesta terça (15), ocorreram manifestações promovidas pelo MBL em todo o país em prol do projeto de lei Escola Sem Partido. O objetivo é permitir que os alunos tenham consciência de seus direitos em salas de aula, onde muitas vezes são submetidos à violência psicológica por professores doutrinadores, que abusam do fato de ter a audiência cativa.

Em Curitiba, movimentos de extrema esquerda se organizaram para agredir mães e alunos que se manifestavam pacificamente.

O vídeo mostra tudo:

Ciente desse tipo de agressão, a mídia pró-esquerda tomou partido e decidiu esconder o fato de que a extrema esquerda agrediu os manifestantes pacíficos.

Como tática de diluição de responsabilidade, disseram que a briga era “generalizada” (ou seja, causada por ambos os lados). A Globo disse que manifestáveis contrários e a favor do Escola sem Partido protestam em Curitiba. Aqui a tática foi esconder a agressão. O Tribuna do Paraná disse que manifestantes brigam no centro de Curitiba. Ou seja, dividindo as responsabilidades, quando na verdade apenas a extrema esquerda agrediu.

Ao fazer isso, a mídia começa a promover a violência, uma vez que o senso comum entende que todo ato não denunciado é válido. Uma vez que a agressão da extrema esquerda não é denunciada (ou ao menos é diluída), o público entende que é certo agredir mães e alunos de direita.

A decisão da mídia deverá provocar uma escalada de violência contra pessoas de direita. As consequências perversas dessa atitude deliberada não serão acidentais, mas planejadas. As “fake news” da grande mídia tem essa função: promover o barbarismo.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Essa midia é NOJENTA, mas tudo esta SALVO e os VIDEOS PROVAM quem foi para brigar, FERINDO A CONSTITUIÇÃO FEDERAL!

    ARTIGO 5o da CF
    XVI – todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, ((((desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local)))))), sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente;

    OU SEJA, A EXTREMA ESQUERDA FOI LA E DE NOVO, PISOU EM CIMA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL!

    CHUVA DE PROCESSOS NELES!!!

  2. É aquela velha história que se repete. A extrema-esquerda parte para a violência, para o totalitarismo, para a ditadura, em total desproporção de força e selvageria em relação a oposição. Aí começa aquela baboseira de que “tá tudo muito polarizado”, que “ambas as partes se excederam”, que é preciso “diálogo”. Pior ainda é quando a inversão é completa ex. caso Trump e DPRK. Agora o Trump é que é o doidão e o Kim Jong-Un é o sensato, o razoável da história. É muita cara de pau. É a estratégia do Big Lie. A ideia não é uma mentira pequena, uma omissão, é falar um absurdo estapafúrdio, que á para chocar mesmo, “desconstruir” qualquer noção de sanidade mental ou de percepção da realidade.

Deixe uma resposta