Eleitor negro de Trump é agredido por miliciano branco de extrema esquerda e mídia esconde caso

2
253

Conforme lembra o Twitter do Renova Midia, as milícias de extrema esquerda – que se auto rotulam como “antifas” – estão novamente escalando na prática da violência.

Basicamente, é um projeto terrorista bancado por gente como George Soros. Ou seja, agora nos EUA está liberado financiar grupos terroristas.

Aliados à grande mídia, essas milícias de extrema esquerda agridem pessoas de direita visando silenciar todos aqueles que votaram em Trump. Nada disso é acidental.

Para incentivar a violência, a mídia simplesmente esconde todos os casos de violência contra quem é de direita.

É por isso que você não lerá em lugar algum essa agressão de um miliciano de extrema esquerda branco contra um eleitor negro de Donald Trump.

Parece que o Black Lives Matter significa Leftist Black Lives Matter. Se o negro for de direita, eles não o defenderão.

Assista:

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Luciano, por que você não emplaca logo a narrativa de que os antifas são literalmente black blocs? Aqui já perceberam que black blocs não são nada de bom, mas nos EUA eles ainda não mataram um jornalista.

Deixe uma resposta