A esquerda que ataca Halsey por posar para a Playboy mostra altíssimo grau de regressismo

1
330

Em matéria da Band, vemos que o movimento feminista norte-americano está pegando no pé da cantora Halsey por ter posado nua para a Playboy.

“Você é uma feminista, mas exibiu seus peitos na Playboy”, escreveu um seguidor.

“Sim, é uma loucura. Posso mostrar minhas ‘tetas’ na Playboy, tocar no Nobel da Paz, falar na sessão de gala da Planned Parenthood [organização sobre planejamento familiar] com Hillary Clinton, agitar minha bunda em 300 níveis, dar um discurso nas Nações Unidas, tomar 150 shots de tequila, pegar a primeira posição nos charts e marchar nas ruas de Washington em apenas um ano!”, disse Halsey.

O feminismo no passado chegou a defender a queima de sutiãs na rua, como forma de libertação. Hoje em dia, querem mandar para a fogueira as mulheres que decidem se despir para uma revista por livre e espontânea vontade.

Tudo isso numa época em que as mulheres podem comprar revistas com homens nus, isto é, em um cenário de liberação onde todos são livres para fazerem o que quiser com os seus corpos. Bem, menos as feministas ou qualquer mulher apoiada pelas feministas.

Nesse ritmo, logo forçarão as mulheres a usarem burca. Nisto, islamismo radical e feminismo estão indo juntos.

Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta