Apoio em massa a policiais que mataram 10 bandidos em SP mostra que povo se cansou de ser vítima da narrativa esquerdista

3
317

A reação popular à morte de 10 criminosos após um assalto no bairro do Morumbi, zona Sul de São Paulo (SP), no fim deste domingo, dão uma mostra de que o povo não aguenta mais a violência.

A espiral de silêncio está quebrada e o discurso dizendo que monstros sedentos de sangue são “vítimas da violência” não cola mais.

Em sua esmagadora maioria, a população aplaudiu a brilhante ação da polícia, que ao matar os 10 criminosos não sofreu nenhuma baixa. Os policiais foram homenageados por vários lugares. O governador Geraldo Alckmin saiu em apoio à ação, dizendo que “quem porta fuzil não quer conversar”.

O apoio da população à ação policial foi tão grande que até a extrema esquerda – que normalmente sairia para chorar pelos criminosos mortos e demonizar a ação da polícia – está mais tímida que de costume.

Nem estamos vendo textões em nome das “vítimas da sociedade”.

Dei uma passada na página de Maria do Rosário e não vi nenhum chorinho pelos bandidos mortos. No perfil de Jean Wyllys, também não vimos ladainha pelos bandidos. No de Jandira Feghali, nem um pio sobre o assunto.

Resumo: até a extrema esquerda não saiu para protestar pelos 10 criminosos. Isso tem uma única razão: a população apoiou em peso a ação da polícia.

Agora é preciso deixar bem claro que a violência só chegou no estágio atual por culpa de uma cultura de tolerância e apologia ao crime por parte da extrema esquerda.

É preciso deixar bem claro que o povo não tolera mais ser presa fácil nas mãos daqueles que são chamados indevidamente de “vítimas da sociedade”. O povo não aguenta mais ser vítima das narrativas esquerdistas.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. O brasileiro tá sufocado pela violência, até as antes pacatas cidades do interior perderam a inocência. Onde antes haviam apenas crimes passionais ou brigas de bar, e os assassinatos para encher os dedos de uma só mão levavam 10 anos, hoje convivem com a mesma violência de capitais como São Paulo, Rio, Salvador etc.. Moro num lugar com cerca de 25 mil habitantes, que era um paradeiro há 20 anos atrás, e hoje a situação é aterradora: todos os dias alguém é assassinado; as estradas municipais viraram terra sem lei e os bandidos roubam e matam os transeuntes (mais ou menos 3 assaltos e 1 morte por semana); todos os bancos da cidade já foram explodidos, alguns mais de 2 vezes; a agência dos Correios é assaltada pelo menos 1 vez por mês; tem uma enorme quantidade de bandidos vindos das capitais morando e aterrorizando os moradores dos bairros mais pobres; e por aí vai. Junte à isso políticos corruptos, polícia sem recursos e incompetente (quando não são também bandidos) e você tem a receita do caos. As pessoas começam a se armar, a revolta é grande, e de uma hora pra outra o caldo vai entornar.

  2. Há tempos os políticos e defensores hipócritas de todos os tipos estão fora da realidade e anseios da sociedade. Estes mesmos hipócritas nunca ficam sensibilizados pelas mortes de policiais. A população sabe quem defende eles. Parabéns policiais.

Deixe uma resposta