O maior escândalo não foi a revelação dos áudios de Joesley, mas o fato dele ainda estar solto

1
191

Escrevo este post às 19:58 desta terça, 5/9.

Isso significa que já se passaram 26 horas da entrevista dada pelo PGR Rodrigo Janot ontem, segunda (4/9), onde ele disse que iria pensar em revisar o acordo de impunidade de Joesley.

Nesta terça, vimos áudios terríveis, mostrando que a sujeira foi absurda em todos os níveis. O ex-procurador Maurício Miller, que fora aliadíssimo de Janot, organizou o esquema da delação com Joesley. De acordo com aquilo que o empresário falou com o executivo Ricardo Saud, Janot já sabia dos esquemas.

Em suma, a destruição moral da PGR é total e absoluta, sem qualquer chance de explicação ou desculpa. Tanto que hoje o PGR não abriu o bico.

Enquanto isso, temos o maior escândalo de todos: Joesley Batista está solto, ou seja, não teve sua prisão preventiva decretada.

O que isto significa? Será que Janot está com medo de prendê-lo e que o empresário revele ainda mais coisas sobre o acordo?

Quanto mais tempo Joesley ficar fora da prisão mais Janot se expõe como alvo merecido de suspeitas as mais escabrosas possíveis.

Anúncios

1 COMMENT

  1. Distintos amigos:: ” Um Estado Não Pode Contradizer a Si Mesmo” é uma modelar expressão que,mais dia menos dia, marcará “com um ferro em brasa” corações e mentes dos verdadeiros Brasileiros,Da Expressão à Libertação.(Poci I I)
    Coragem,Ânimo e Serenidade nesses tristes dias,
    Saudações,
    ANGELO POCI I I

Deixe uma resposta