Celso de Mello: “Não pode pairar uma dúvida sequer sobre os ministros do Supremo”. É o contrário….

2
180

Durante sessão nesta quarta (6), o decano Celso de Mello também se declarou enfezado com as suspeitas lançadas sobre a Corte por Rodrigo Janot, que disse que as gravações complicavam o STF. E lá no fim se viu que quem está enrolado é Janot, e não o STF. (Ao menos neste caso, por enquanto)

Ele disse: “As graves insinuações que transparecem dos diálogos mantidos por determinados agentes colaboradores mostram-se impregnadas de elementos que se não forem cabalmente esclarecidos culminarão por injustamente expor esta Corte e os magistrados que a integram ao juízo severo, inapelável e negativo da própria cidadania”.

Completou que sobre os magistrados do Supremo “não pode pairar uma dúvida sequer, por mais tênue que seja, a propósito de sua respeitabilidade, de sua integridade moral e profissional, de sua honorabilidade, e de sua mais completa isenção e imparcialidade”.

É o contrário, Celso. Pode pairar dúvidas, sim senhor. Os ministros do STF são cidadãos como os demais, que devem estar sob suspeita em seus trabalhos enquanto não mostrarem o serviço adequado.

O que cabe ao STF é exigir que o Sr. PGR Janot seja responsabilizado pela bagunça que fez, caso contrário nós suspeitaremos dos senhores da Corte. Combinado?

Anúncios

2 COMMENTS

  1. “Quando a política entra no recinto dos tribunais, a justiça se retira por alguma porta.” Sr. Juiz a vossa máscara está um pouquinho torta.

Deixe uma resposta