A direita precisa lutar para que Boechat não nos tire os direitos que ele exerce: o de se expressar

13
337

Ainda na questão da movimentação de uma elite jornalística de extrema esquerda a favor do “Queermuseu” e contra a direita, devemos falar algo mais sobre a atitude anticivilizacional de Ricardo Boechat.

Vamos rever o vídeo no qual ele tenta cercear os direitos mais básicos de quem protestou contra o “Queermuseu”:

O que Boechat está dizendo é que nós, da direita, não devemos ter os direitos básicos que ele exerce, sem os quais nem conseguiria ter um programa de rádio.

Para alguém ter um programa de rádio opinativo, a pessoa precisa ter o direito de exprimir repulsa diante do que discorda. Mas ele critica quando direitistas fazem o mesmo.

A mensagem a ser passada tanto para a extrema esquerda (na mídia, principalmente) como para pessoas da direita que capitularam para a extrema esquerda é a seguinte…

Em relação ao esquerdista:

(1) Eu tenho o mesmo direito que ele para boicotar o que eu quiser
(2) Eu tenho o mesmo direito que ele para criticar o uso de financiamentos públicos de cultura (ou qualquer outro) quando eu quiser
(3) Eu tenho o mesmo direito que ele para manifestar minhas sensações em relação a qualquer obra cultural ou não

Deve ser dito: “Se você diz que eu não tenho esses direitos, então está agindo como um nazista ao tentar me tratar como cidadão de segunda classe. A partir disso, é um inimigo em todos os níveis”.

Boechat adotou o padrão nazista ao trazer a direita como cidadãos de segunda classe. Devemos impedi-lo de nos tratar assim…

Em síntese, devemos impedir que Boechat tire de nós todos os direitos que ele exerce.

Anúncios

13 COMMENTS

  1. Eu vi um quadro da exposição numa foto publicada. Aquilo era pura e simplesmente pornografia. Parecia a cena de um vídeo pornô. È nesse lixo que o governo está torrando nosso dinheiro, chamando de cultura? Se bem que para esquerdistas do naipe do Boechat isso deve ser mesmo cultura. Tem que partir para cima desses caras. Eles são meia dúzia e fazem muito barulho porque estão no topo da mídia jornalística. Eles foram escolhidos pela elite esquerdista globalista mundial para influenciar a opinião pública seguindo os mandamentos de Gramsci, o que também tem outra consequência, não fazem esse trabalho sujo de graça. A Globo tentou derrubar o Temer e o único apoio que conseguiu foi o de alguns atores amestrados regiamente pagos pela Globo exatamente para isso.

    • Eu creio que todos os artistas tem todo o direito de se expressar…..custeando a sua expressão do próprio bolso, não enfiando a arte pela goela abaixo de quem não a quer ver e mantendo temas adultos para plateias adultas.
      Ah, sim, pode procurar um patrono que não seja o governo para financiar sua expressividade. Ou trabalhar no Santander de dia e pintar seus quadros de noite, faça o que quiser desde que não venha me impor sua vontade ou violar a lei.
      O teu direito acaba onde começa o dos outros. E crianças são legalmente incapazes até atingirem a maioridade.

      • distinto crítico, desde que se inventou governo o artista [e a arte] depende de financiamento [veja o conceito da palavra “mecenas”]. eu também concordo que não se deve “meter goela abaixo”, então com quem eu reclamo a imposição do pagode, axé, funk e sertanejo? engraçado falar em não impor vontade. o que o MBL [e os carolas católicos] fez foi exatamente impor a vontade [ou a “opinião”] deles. sim, meu direito acaba onde começa o do outro, mas o “outro” [MBL, ICAR, IPCO e outros grupos de direita, conservadores, retrógrados – redundância]frequentemente esquece dos meus direitos.

      • Qual o direito reclamado aqui? Não ter sua arte preferida questionada? Ver sua arte preferida não sofrer boicote voluntário? De que direito você trata?

  2. Arte é o que instrui, inspira, constrói, a nude faz parte desse quadro, quando dentro de um contexto que muitas vezes inspira até mesmo inocência de um momento de uma etnia.
    Agora me expliquem a onde estar a essência da arte em dois homens se amaziando, em duas mulheres praticando atos libidinosos, em um mau caráter aliciando uma criança.
    Boechato, bota tua filha pequena ou tua neta para fazer parte dessa arte, ou bota tua mulher nesse quadro “artístico” para poder opinar. Se tu é homossexual viva em paz. Agora querer obrigar que a família brasileira tradicional, aceite ou seja de tua marca. Aí, sim, é NAZICISMO.

  3. O que Boechat não percebeu, é que apologia a pedofilia e zoofilia, é proibido pela constituição, à parte as opiniões diversas, e na exposição, está bem explícito tudo isso.

Deixe uma resposta